Receba as postagens deste blog

30.11.12

Desrespeito da militância gay marcou o discurso do Pr. Silas em Brasília | Verdade Gospel - Portal gospel de notícias do Brasil

Desrespeito da militância gay marcou o discurso do Pr. Silas em Brasília | Verdade Gospel - Portal gospel de notícias do Brasil

A sociedade precisa pedir a aprovação do PDC 234/2011 para a Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados Federais, através do Disque Câmara: 0800 619 619, escrevendo para a Comissão:http://www2.camara.leg.br/atividade-
 e enviando e-mail para os deputados:
dep.mandetta@camara.leg.br;

dep.laelvarella@camara.leg.br;

dep.antoniobrito@camara.leg.br;

dep.amauriteixeira@camara.leg.br;

dep.nazarenofonteles@camara.leg.br;

dep.rogeriocarvalho@camara.leg.br;

dep.darcisioperondi@camara.leg.br;

dep.geraldoresende@camara.leg.br;

dep.nildagondim@camara.leg.br;

dep.osmarterra@camara.leg.br;

dep.saraivafelipe@camara.leg.br;

dep.teresasurita@camara.leg.br;

dep.eduardobarbosa@camara.leg.br;

dep.marcuspestana@camara.leg.br;

dep.williamdib@camara.leg.br;

dep.cidaborghetti@camara.leg.br;

dep.joselinhares@camara.leg.br;

dep.mauriciotrindade@camara.leg.br;

dep.neiltonmulim@camara.leg.br;

dep.alexandreroso@camara.leg.br;

dep.ribamaralves@camara.leg.br;

dep.dr.jorgesilva@camara.leg.br;

dep.suelividigal@camara.leg.br;

dep.carmenzanotto@camara.leg.br;

dep.antoniobrito@camara.leg.br;

dep.celiarocha@camara.leg.br;

dep.jhonatandejesus@camara.leg.br;

dep.dr.paulocesar@camara.leg.br;

dep.eleusespaiva@camara.leg.br;

dep.waltertosta@camara.leg.br;

dep.rosinhadaadefal@camara.leg.br;

dep.arlindochinaglia@camara.leg.br;

dep.assiscarvalho@camara.leg.br;

dep.dr.rosinha@camara.leg.br;

dep.padrejoao@camara.leg.br;

dep.andrezacharow@camara.leg.br;

dep.daniloforte@camara.leg.br;

dep.elcionebarbalho@camara.leg.br;

dep.irisdearaujo@camara.leg.br;

dep.raimundao@camara.leg.br;

dep.rodrigobethlem@camara.leg.br;

dep.brunafurlan@camara.leg.br;

dep.joaocampos@camara.leg.br;

dep.maragabrilli@camara.leg.br;

dep.iracemaportella@camara.leg.br;

dep.robertobritto@camara.leg.br;

dep.toninhopinheiro@camara.leg.br;

dep.luizcarlossetim@camara.leg.br;

dep.ronaldocaiado@camara.leg.br;

dep.goretepereira@camara.leg.br;

dep.pastoreurico@camara.leg.br;

dep.paulofoletto@camara.leg.br;

dep.manato@camara.leg.br;

dep.paulorubemsantiago@camara.leg.br;

dep.dr.aluizio@camara.leg.br;

dep.robertodelucena@camara.leg.br;

dep.rosaneferreira@camara.leg.br;

dep.arnaldofariadesa@camara.leg.br;

dep.walneyrocha@camara.leg.br;

dep.pastormarcofeliciano@camara.leg.br;

dep.vitorpaulo@camara.leg.br;

dep.geraldothadeu@camara.leg.br;

dep.nicelobao@camara.leg.br;

dep.onofresantoagostini@camara.leg.br;

dep.josehumberto@camara.leg.br

25.11.12

Julio Severo: Sexólogos holandeses querem legalização da pornogr...

Julio Severo: Sexólogos holandeses querem legalização da pornogr...: Sexólogos holandeses querem legalização da pornografia infantil Julio Severo Dois sexólogos holandeses querem que o governo legalize ...

Julio Severo: Dupla gay estupra menino de 5 anos e recebe proteç...

Julio Severo: Dupla gay estupra menino de 5 anos e recebe proteç...: Dupla gay estupra menino de 5 anos e recebe proteção especial do governo do Estado de São Paulo Julio Severo O que um pastor e uma dupla gay...

Julio Severo: Presidente de Uganda se arrepende de pecados pesso...

Julio Severo: Presidente de Uganda se arrepende de pecados pesso...: Presidente de Uganda se arrepende de pecados pessoais e nacionais Michael Carl Será que um presidente deveria conduzir os cidadãos nu...

24.11.12

URGENTE: Manifesto social em prol das famílias brasileiras!


DIVULGUE ESTA MENSAGEM AMPLAMENTE!

Veja as solicitações e a justificativas, abaixo. E que Deus nos abençoe a todos, em nome de JESUS!
Rozangela Alves Justino, missionária evangélica na Câmara e no Senado Federal, graduada, pós graduada e especialista em psicologia clínica e escolar/educacional:http://rozangelajustino.blogspot.com

PEÇO A SUA ATENÇÃO PARA A LEITURA DA MENSAGEM ABAIXO E FAÇA O QUE A SUA CONSCIÊNCIA MANDAR:

1) SOLICITE A APROVAÇÃO IMEDIATA DO PDC 234/2011 aos  Deputados da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados Federais, ligando para o Disque Câmara: 0800 619  619 ou escrevendo para a Comissão:
Escreva para cada um dos Deputados desta Comissão: relação de e-mails no final desta mensagem;

2) SOLICITE PARECER DESFAVORÁVEL ao PL 4364/2012 , cujo  relator será o Deputado Sebastião Bala Rocha: dep.sebastiaobalarocha@camara.leg.br

3) ASSINE O ABAIXO-ASSINADO CONTRA O CFP - Conselho Federal de Psicologia : http://defesa-hetero.blogspot.com.br/

Justificativa:
Movimento gay e o CFP-Conselho Federal de Psicologia, mapearam as comunidades terapêuticas que tratam de dependentes químicos e de pessoas que desejam deixar o estilo de vida gay que estão "infringindo a Declaração de Direitos Humanos", e as denunciaram ao MP-Ministério Público, foi o que anunciou o representante das instituições gaysistas, numa audiência pública na Câmara dos Deputados Federais.

Mas, quautoridade tem o CFP sobre estas instituições e qual foi o critério adotado por este Conselho Profissional?

O histórico desta instituição (CFP) sugere pouca confiabilidade, pois seus dirigentes estão no poder há mais de uma década e, ao longo dos anos trabalhando para a desconstrução da psicologia e da imagem do psicólogo.

Inicialmente,
· criaram a Resolução 01/99, que contraria a OMS, através da sua Classificação Estatística Internacional das Doenças, em sua décima edição-CID 10;
· puniram a psicóloga Rozangela Justino por apoiar pessoas que voluntariamente desejam deixar a atração pelo mesmo sexo e por declarar que há possibilidade de saída para este estado, ainda que a CF/88, em seu artigo 5º diga que é livre a manifestação do pensamento, científica, e outras. Continuam desencadeando processo contra ela porque os ativistas gays consideraram a sua punição muito branda e querem a sua cassação. Paralelamente, a ameaçaram contra a sua integridade física, obrigando-a a deixar de clinicar.

Quem acompanhou o histórico da Resolução 01/99 sabe que o ativista gay que influenciou a criação desta norma, declara, publicamente, que já se relacionou sexualmente com mais de 500 homens e que o seu "moleque ideal", se a lei permitisse, seria o de voz esguarniçada e ainda em formação. Parece que os políticos gaysistas estão empenhados neste objetivo.

Temos dois deputados na Câmara dos Deputados Federais, que estão encabeçando a preparação do povo brasileiro para a liberação de leis para a liberação sexual de crianças. No Senado Federal, leis gaysistas estão sendo aprovadas sem que os Senadores se posicionem contra elas. Nesta semana aprovaram mais uma. Aconteceu uma audiência no Senado Federal com a Ministra da Cultura Marta Suplicy, em seus últimos dias no Senado, em que, ela, com segurança disse que todas as leis gaysistas iriam passar naquela casa, como se já houvesse um acordo para isso com os demais Senadores e quem sabe com alguns deputados gaysistas e simpatizantes também. Nesta ocasião, distribuiu uma carta do CFP em apoio à psicóloga que foi criticada pelo povo brasileiro em seu pronunciamento no 9º Seminário LGBTT, criado para discutios DIREITOS SEXUAIS DAS CRIANÇAS GAYS, na Câmara dos Deputados Federais. A tal psicóloga num determinado momento do seu discurso disse para a sociedade “deixar as crianças brincarem sexualmente em paz”! Foi veiculada na net uma foto desta profissional recebendo uma lambida nas costas por parte de um diretor de filmes pornôs, amigo seu.

Será que é este tipo de profissional que as famílias brasileiras querem que as suas crianças e adolescentes sejam atendidos, em seus consultórios?

Será que os adultos também desejam procurar um psicólogo cujo conselho profissional o orienta a levar os seus pacientes a assumirem a homossexualidade, ainda que ele o procure para deixá-la?

Será que os pais levariam um filho a um psicólogo que dissesse para ele fumar maconha, liberar-se sexualmente e, se engravidar, simplesmente, abortar?

Que moral tem o CFP para fiscalizar instituições cujo trabalho não é realizado por profissional (caso das comunidades terapêuticas, que costumam adotar os 12 passos do AA, e são dirigidas em sua maioria por ex usuários de drogas, ex gays, ...) se além de apoiar as políticas gaysistas e de liberação sexual em todas as faixas etárias, vem trabalhando em prol da liberação da maconha e se posicionando contra a internação de dependentes químicos, e está orientando os seus profissionais a apoiarem o aborto?

Este Conselho profissional está trabalhando em prol do povo brasileiro ou está a serviço de uma ideologia que visa perverter a cultura da população e a própria Declaração dos Direitos Humanos?

Foi noticiado, amplamente, no Brasil, o que aconteceu no corrente mês, numa festa em Caldas Novas, GO, a conseqüência da combinação da liberação sexual + drogas: assassinatos na cidade durante a festa, um jovem incendiou o seu próprio carro, ocorreram diversas formas de violências, o sexo foi praticado nas ruas da cidade à vista de todos, hotéis optaram por esvaziar as piscinas para que o povo deixasse de praticar sexo dentro delas, e os moradores, apavorados com o caos na cidade, estão colocando seus imóveis à venda!

Não seria ridículo e vergonhoso os parlamentares e governantes da nossa nação apoiarem movimentos sociais e um conselho profissional com este perfil?

Será que a sociedade brasileira está de acordo com o perfil do psicólogo que o CFP vem apoiando?

O que nos espera a aliança do Governo Federal com o CFP que quer que os parlamentares aprovem com urgência o PL 4364/2012?

O CFP já convenceu o Deputado Sebastião Bala Rocha, da Comissão do Trabalho, a dar um parecer favorável a este Projeto de Lei. Precisamos dizer NÃO a este projeto, como forma de dizer NÃO à escolha do Governo Brasileiro em fazer aliança com um Conselho Profissional com tais predicados, pois é uma vergonha para o povo brasileiro, principalmente para os profissionais que são obrigados a se registrarem nesta instituição para exercerem a sua profissão! NÃO QUEREMOS SER OBRIGADOS A NOS REGISTRAR NUMA AUTARQUIA QUE NÃO NOS REPRESENTA E QUE NOS ENVERGONHA!

No próximo dia 27 de novembro, terça-feira, às 14h30min, acontecerá uma audiência pública na Câmara dos Deputados Federais, na Comissão de Seguridade Social e Família, para tratar do PDC 234/211, que poderá ser assistida pelo site da Câmara dos Deputados: www.camara.leg.br (se não for possível o seu comparecimento).

REVISANDO A NOSSA TOMADA DE POSIÇÃO E AÇÕES:
1) Se você é cristão, ore a Deus, em nome de JESUS, baseado em 2ª. Crônicas 7:14; peça a Deus para os nossos inimigos conhecerem a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas; ore pelos políticos brasileiros de forma que se alinhem à vontade de Deus;

2) Mantenha-se informado, poste o seu e-mail para receber os informativos do blog http://rozangelajustino.blogspot.com e no blog das instituições parceiras que lá se encontram e citadas nesta mensagem;

3) Escreva para o Deputado Sebastião Bala Rocha para fazer um parecer DESFAVORÁVEL ao PL 4364/2012 E-mail do Dep Sebastião: dep.sebastiaobalarocha@camara.leg.br

4) Se você for um profissional da área de psicologia e não concordar com este PERFIL PROFISSIONAL apoiado pelo CFP, e nem com a desconstrução da profissão por parte dos atuais dirigentes do CFPse discorda do cerceamento do direito do exercício profissional do psicólogo que possui valores cristãos e que se posiciona contra as políticas anti-família, anti-sociais, anti-vidas , anti-cristãs do CFP, participe do abaixoassinado que se encontra no site: http://defesa-hetero.blogspot.com.br/;

5) Entre em contato com os Deputados Federais da Comissão de Seguridade Social e Família para que eles digam SIM, IMEDIATAMENTE, ao PDC 234/2011 que susta itens da Resolução 01/99, de forma a permitir a liberdade profissional para atender pessoas que voluntariamente desejam deixar a atração pelo mesmo sexo.

ATENÇÃO:
Use todas as formas de manifesto: do 0800 ao envio de e-mails. A  Câmara costuma manter os parlamentares informados acerca da manifestação pelo 0800 e criam livros para apresentação estatística de forma que o parlamentar tenha informação do que pensa o seu eleitorado.

OS PARLAMENTARES FAZEM O QUE O POVO PEDE, POIS TEMEM NÃO SEREM REELEITOS, ESPECIALMENTE SE O SOLICITANTE ESCREVER PARA ELE DIZENDO QUE É ELEITOR DO MESMO ESTADO QUE ELE.

Os e-mails colocam os assessores atentos, imediatamente, ao que ocorre, mas se não tivermos um grande número de e-mails, eles não compartilham com o parlamentar. São necessários milhares de e-mails, no caso, para os Deputados da Comissão de Seguridade Social e Família pedindo a aprovação do PDC 234/2011, de imediato! Basta colocar o assunto no e-mail como no exemplo abaixo, e no corpo do texto uma frase, pois eles não lêem e-mails muito extensos.

Portanto:
LIGUE PARA O Disque Câmara: 0800 619 619
E peça para os Deputados da Comissão de Seguridade Social e Família dizerem SIM ao PDC 234/2011 que irá para a votação, imediatamente, após a próxima Audiência Pública, no dia 27 de novembro.

Escreva também um e-mail para os deputados desta comissão, podendo seguir o modelo abaixo:
=========
Assunto: DIGA SIM ao PDC 234/2011
EXMOS. SENHORES DEPUTADOS DA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÌLIA,
Solicito a Vossa Excelência a aprovação do PDC 234/2011 que susta itens da Resolução 01/99 do CFP, de forma que os profissionais da área da psicologia possam atender livremente pessoas que desejam deixar a atração pelo mesmo sexo.
Atenciosamente,
(Nome e cidade)
(Se você for profissional da área de psicologia, diga isto no e-mail, pois é muito importante o deputado saber que psicólogos não concordam com esta norma cerceadora de direitos)
==========

Você pode enviar uma mensagem por dentro do site da Câmara e para o e-mail dos Deputados da Comissão de Seguridade Social (abaixo). Foram excluídos os e-mails dos parlamentares que sabemos, desde já, que não vão votar conosco .

E-mail dos Deputados da Comissão de Seguridade Social, com exceção daqueles que sabemos que não votariam conosco de forma alguma:

23.11.12

Psicologia Sem Ideologia: "A velhacaria, a viadagem e a putaria invadiram a ...

Psicologia Sem Ideologia: "A velhacaria, a viadagem e a putaria invadiram a ...: Por Marcelo Caixeta Solicitaram-me que comentasse a afirmação acima, que passo a explicitar. Quem me fez o pedido argumentou o s...

20.11.12

http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/13609-conteudo-imoral-na-escola.html

http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/13609-conteudo-imoral-na-escola.html

PROCESSEM POR DANO MORAL AS ESCOLAS


Processem por dano moral as escolas e os professores que transmitirem aos seus filhos conteúdos que se choquem com os seus valores e convicções

Por Miguel Nagib *
“Os pais têm direito a que seus filhos recebam a educação moral que esteja de acordo com suas próprias convicções.” É isso que estabelece o artigo 12 da Convenção Americana de Direitos Humanos (CADH), da qual o Brasil é signatário. Ocorre que esse direito não vem sendo respeitado por nossas escolas. Burocratas e “especialistas” em educação decidiram educar nossos filhos por nós. Decidiram acabar com a formação moral que lhes damos em casa. Para eles, tudo não passa de “preconceitos” e “tabus”. Do MEC e das secretarias de Educação partem as diretrizes. Nas salas de aula, professores despreparados, perturbados ou pervertidos – é difícil saber – as colocam em prática.
Em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília, um professor de Educação Física resolveu fazer uma “brincadeirinha” com seus alunos: quem errasse a jogada tinha de responder a perguntas como “você é virgem?” ou “já fez sexo oral em Fulano?” Em Recife, crianças de 7 a 10 anos aprendem em sala de aula que “brincar com o pênis e com a vulva é gostoso” e que “o papai acha muito gostoso quando seu pênis fica duro”. Em Contagem (MG), o dever de casa dos alunos do 4.º ano de uma escola municipal – falamos de crianças de 10 anos – é responder “o que é sexo anal”, “o que é boquete“ e “como dois homens fazem sexo”.
Os episódios se sucedem. O que chega ao nosso conhecimento é apenas uma fração do que acontece no interior das salas de aula; é o que “vaza” por acidente. Mas pelos “vazamentos” podemos estimar o volume e a qualidade do esgoto moral que circula pelas tubulações do sistema de ensino.
Quem já tentou sabe que é inútil argumentar com esses “educadores”. Os pais que reclamam são tratados como ignorantes e retrógrados.
Qual a solução? Simples: basta que o MEC e as secretarias de Educação proíbam a veiculação de temas como sexualidade – que envolve inevitavelmente uma abordagem moral – nas disciplinas obrigatórias. Se o governo quiser usar as escolas para tratar desses assuntos, que crie uma disciplina facultativa, como se dá com o ensino religioso. É a única saída compatível com o art. 12 da CADH.
Isso vai acontecer? Não neste governo, com certeza. Embora a presidente da República tenha declarado, ao vetar o “kit gay”, que “nós não podemos interferir na vida privada das pessoas”, o MEC continua trabalhando de modo incansável para destruir a autoridade moral dos pais sobre seus filhos. É possível obrigar o governo a agir, mas na Justiça isso pode levar anos.
A boa notícia é que os pais não precisam esperar de mãos atadas. Nosso conselho é processar por danos morais as escolas e os professores que transmitirem aos seus filhos conteúdos que se chocarem com os seus valores e convicções. Além do dano moral causado aos seus filhos – o que precisa ser avaliado caso a caso –, há o dano decorrente da violação a sua autoridade moral. Em situações como essas, dependendo do caso, as indenizações podem passar de R$ 20 mil.
Ou, se quiserem agir preventivamente, ajuízem, com base no art. 12 da CADH, ações para que as escolas e os professores dos seus filhos sejam obrigados a se abster, sob pena de multa, de veicular conteúdos morais nas disciplinas obrigatórias; e orientem seus filhos a lhes reportar em casa o que virem e ouvirem na sala de aula. Se os professores e as escolas começarem a ser processados e condenados, é possível que pensem duas vezes antes de ensinar a crianças de 10 anos “o que é boquete” e “como dois homens fazem sexo”.
* Advogado e coordenador do Escola sem Partido
Artigo publicado na Gazeta do Povo, em 18 de novembro de 2012, sob o título "Conteúdo imoral na escola".

Fonte: 

http://www.escolasempartido.org/educacao-moral/369-processem-por-dano-moral-as-escolas-e-os-professores-que-transmitirem-aos-seus-filhos-conteudos-que-se-choquem-com-os-seus-valores-e-conviccoes


18.11.12

QUEM FINANCIA O LOBBY GAY?



 
 117418 de Noviembre de 2012
 
¿QUIÉN FINANCIA AL LOBBY GAY? Fuentes: ReL, 17-11-12; http://outonthestreet.org/;
                                          
                                                Cumbre de banqueros en Londres

El 13 de noviembre en Londres, la organización Out on the Street, que maneja la agenda homosexual en Wall Street, reunió en su cumbre europea a representantes de los principales bancos del mundo que se comprometieron a "promover los derechos de los LGTB (Lesbianas, Gays, Transexuales y Bisexuales)".

Hubo delegados del Bank of America Merrill LynchBarclaysCitibankCredit SuisseDeutsche BankGoldman Sachs,HSBCKKRKPMGMorgan Stanley UBS. Uno de los participantes destacados fue Lord Browne, antiguo director ejecutivo de British Petroleum que dimitió en 2007, cuando se dieron a conocer detalles íntimos de su relación con el canadiense Jeff Chevalier, un joven que le acusaba de haberle dejado tirado en la calle tras vivir juntos.

Según un portavoz de Out on the Street, se trataba en esta sesión de "promover los derechos de los gays en un ambiente donde a menudo son discriminados". Los participantes discutieron formas concretas de forzar a las sociedades especializadas en servicios financieros a adoptar un programa de "igualdad" para el llamado grupo LGTB.

"Es fundamental que los directivos de las grandes empresas y de la alta finanza se aseguren de que las personas que entran en la ´categoría LGTB´ estén presentes en todos los niveles del trabajo y no sean discriminados sólo porque deciden hacer pública su homosexualidad", declaró Lord Browne.

Cuestión de negocios

Sin embargo, no se trata sólo de "igualdad": "Con la diversidad hay ganancia asegurada", afirmó durante su intervención Alex Wilmot-Sitwell, del Bank of America Merrill Lynch: "Porque diversidad significa, esencialmente, más negocios".

El programa de la cumbre incluyó paneles de "expertos economistas" sobre "el impacto de salir del armario en las carreras y oportunidades de negocio"; "directivas lesbianas" dieron a conocer "cómo lograron el éxito en sus carreras" y "ejecutivos senior" explicaron "el papel de la igualdad LGTB en sus empresas y el impacto en las perspectivas de negocios desde la perspectiva del cliente".

La presencia de los grandes poderes financieros mundiales en la cumbre no es accesoria. En el comité de dirección, y junto al fundador de Out on the Street, Todd Sears, figuran:

Mark Stephanz, del Bank of America Merrill Lynch; Jay Coleman, del Deutsche Bank; Brian Saluzzo, de Goldman Sachs; Jeffrey Siminoff, de Morgan Stanley; Andrew Sendall, del Citigroup; Jeff Davis, de Barclays; Ken Mehlman, deKKR; Charles Myers, de Evercore; Stephen Paine, del Credit Suisse; Andrew Wallace, de UBS; J. Andrew Ward, deKPMG LLP.

Son miembros del comité europeo: Julia Hoggett, del Bank of America; Robert Annibale, Citi; Tracie Brind, Citi; Colin Hall, del Credit Suisse; John Robarts, del Credit Suisse; William Hoffman, del Deutsche Bank; Greg Edwards, delDeutsche Bank; Lale Topcuoglu, de Goldman Sachs; Gavin Wills, de Goldman Sachs; Brian Heyworth, del HSBC; Birgit Neu, del HSBC; Warren Meade, KPMG; Michael Horridge, de Morgan Stanley; Matthew Ostrower, de Morgan Stanley; Kate Lumetta, de UBS.

La lista explica en parte, cómo un exiguo grupo militante tiene poder para cambiar Constituciones, deponer jueces, adoctrinar niños en la escuela o condicionar la programación de la televisión.

Cambiar la sociedad

No se trata sólo de evitar la discriminación. Los objetivos de Out on the Street apuntan al cambio social, y así, reconocen abiertamente que, "a pesar de los progresos realizados en las políticas corporativas de las empresas, todavía quedan por llevar a cabo desafíos significativos para la comunidad LGTB. Las empresas y sus políticas corporativas pueden liderar a los gobiernos y las políticas de cambio social". FIN, 18-11-12
Vid.:











_______________________________
NOTICIAS GLOBALES es un boletín de noticias sobre temas que se relacionan con la PROMOCIÓN Y DEFENSA DE LA VIDA HUMANA Y LA FAMILIA. Editor: Pbro. Dr. Juan Claudio Sanahuja; E-mail:noticiasglobales@noticiasglobales.org ; http://www.noticiasglobales.org ;
Citando la fuente y el nombre del autor, se autoriza la reproducción total o parcial de los artículos contenidos en cada número del boletín.
 
  Fonte: http://www.noticiasglobales.org/comunicacionDetalle.asp?Id=1590