Receba as postagens deste blog

21.1.14

O novo cardeal espanhol diz que a homossexualidade é uma “deficiência”

Fonte: http://brasil.elpais.com/brasil/2014/01/19/sociedad/1390137704_225998.html

O novo cardeal espanhol diz que a homossexualidade é uma “deficiência”

Fernando Sebastián acha que a orientação sexual "pode se normalizar com tratamento"

O novo cardeal espanhol designado pelo papa Francisco, Fernando Sebastián, apontou a homossexualidade como uma deficiência e aposta em tratamentos corrigi-la. Foi isso que o arcebispo emérito de Pamplona afirmou em uma entrevista ao diário Sul, de Málaga.
Perguntado sobre a atitude do novo Papa com os homossexuais -que disse: "Quem sou eu para os julgar?"- o cardeal responde: "Uma coisa é manifestar acolhimento e afeto a uma pessoa homossexual e outra, justificar moralmente o exercício da homossexualidade. É possível reconhecer que uma pessoa tem uma deficiência, que é o que é, mas isso não justifica que deixe de a estimar e a ajudar. Acho que essa é a postura do Papa, o mesmo respeito com casal homossexual ou com os divórcios. Estaremos a seu lado, mas a Igreja não pode mudar as exigências da moral".
O arcebispo bateu na tecla da deficiência: "Com todo o respeito, digo que a homossexualidade é uma maneira deficiente de manifestar a sexualidade, porque esta tem uma estrutura e um fim, que é o da procriação. Em nosso corpo temos muitas deficiências. Eu tenho hipertensão, mas, se alguém falar sobre isso, eu vou me aborrecer? É uma deficiência que tenho de corrigir da melhor maneira".
Em relação ao escândalo sobre a pederastia na Igreja, que nesta semana foi discutido na ONU, Sebastián disse: "Na Igreja temos que educar bem nos seminários, discernir, selecionar os candidatos a sacerdotes o melhor que podemos, sempre cientes de que as pessoas não são máquinas e podem falhar. É admirável o valor de Bento XVI e do Papa Francisco de enfrentar este problema, reconhecer as deficiências e remediar na medida que cabe à Igreja".
O espanhol faz parte do primeiro turno de novos cardeais eleitores designados por Francisco. A lista inclui 19 pessoas, incluídos três eméritos e quatro membros da Cúria. Entre os outros 12, ganha peso a América Latina, com 4, e África e Ásia com dois cada uma.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Seleção de temas realizada automaticamente com

Nenhum comentário:

Postar um comentário