Receba as postagens deste blog

8.7.11

Manifesto nos dias 1º e 2 de julho: Palácio Tiradentes e Praia de Copacabana - Rio de Janeiro

Bombeiros do Rio de Janeiro, em Copacabana, dia 2 de julho, denunciam a triste realidade em que nos encontramos.
Infelizmente, os trabalhadores que tem labutado pela vida, como é o caso dos bombeiros, não tem sido valorizados pelas autoridades. 

Não há mais espaço para injustiças e foi dado início ao movimento "Fora Cabral" . 

Além das injustiças, não podemos admitir ditadores no Brasil, especialmente os que labutam contra a vida humana, fazendo apologia às drogas, ao aborto, ao homossexualismo, a indução à liberação sexual de nossos jovens, ao abuso sexual de crianças e adolescentes, dentre outras bandeiras da cultura da morte.   
Diversas instituições evangélicas e seculares estiveram apoiando os bombeiros. A ABRACEH esteve presente no dia 2 de julho em Copacabana. Fomos conduzidos pelos próprios bombeiros a subirmos no carro e enviar a nossa mensagem.

Louvamos a Deus pelos bombeiros que tem levado a salvação para muitas vidas, e bendizemos o nome do Senhor Jesus pela salvação da alma de muitos deles, servos do Deus Altíssimo! Os bombeiros que estão se manifestando contra a ditadura no Rio de Janeiro, em sua maioria,  pertencem às igrejas evangélicas. Tudo o que fazem está debaixo de oração,  em nome de JESUS! 
 No dia 1º de julho estivemos junto com a escritora Claudia Guimarães no Palácio Tiradentes, em frente à ALERJ-Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, fazendo o nosso manifesto em prol da vida e da família, constituida segundo os princípios cristãos.
Estavam presentes profissionais de diversas áreas, mães, crianças e adolescentes, bombeiros, dentre outros.
Mais uma vez, denunciamos a ditadura gay dentro do Sistema Conselhos de Psicologia, pois desde 1999, a Resolução denominada 01,  tem impedido psicólogos de apoiar pessoas que voluntariamente desejam deixar a homossexualidade e de se pronunciarem sobre o tema. Os psicólogos estão amordaçados pela ditadura gay ainda nos dias de hoje e nada tem sido feito, efetivamente contra isso.  
 Tanto na Praia de Copacabana quanto na Praça Tiradentes, a ABRACEH veiculou o abaixoassinado em prol da vida e da família, constituída segundo os princípios cristãos.
Não podemos mais ser coniventes com 4 milhoes destinados para a apologia gay, além dos cofres públicos estarem abertos para os homossexualistas, em detrimento do salários dos bombeiros, dos PMs, dos professores estaduais que se encontram em greve neste momento e o mínimo de investimentos em prol da vida humana e da família constituída segundo os princípios cristãos.

Continuemos o nosso manifesto, participe do abaixoassinado da ABRACEH via internet: http://www.abraceh.org.br/.
E que Deus nos abençoe, rica e abundantemente, em nome de JESUS,
Missionária Rozangela Justino

Nenhum comentário:

Postar um comentário