Receba as postagens deste blog

13.7.06

A SABOTAGEM DOS DIREITOS HUMANOS, DO DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

“Qualquer que recebe uma criança em meu nome, a mim me recebe ... e quem fizer tropeçar a um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse afogado na profundeza do mar...” (Mateus 18:5-6)


PEDOFILIA: UMA SABOTAGEM AOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES.
Por Rozangela Alves Justino
[1]


Meus primeiros escritos sobre este tema datam de 2006. Entretanto, ao revisá-los para este artigo, percebi que poucas alterações seriam necessárias, pois, infelizmente, o tema continua atual. Inicio, então, propondo alguns questionamentos:

· Por que o governo brasileiro insiste em apresentar resoluções para a “livre expressão da orientação e da diversidade sexual” na ONU?

· Combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes tem sido prioritário em nossa sociedade?

· É preciso que o Ministério da Educação firme convênios com movimentos sociais para promover a livre expressão da orientação e diversidade sexual das crianças nas escolas brasileiras?

· O dinheiro investido pelo poder público para promover a liberação sexual no Brasil poderia ter outro destino?


· O interesse em produzir “um novo saber” acerca da homossexualidade por parte de ativistas, da mídia, de alguns intelectuais da academia e de conselhos profissionais não poderia se abrir à discussão com grupos, profissionais e estudiosos que discordam desse novo saber, em prol de uma conhecer científico melhor embasado?


· Por que o “movimento de apoio” e os psicólogos que apoiam os que voluntariamente desejam deixar a homossexualidade são tão perseguidos no Brasil?

Há tempos que se buscam respostas para essas questões sem que as encontre. No entanto, sabemos que há movimentos internacionais que propões o "livre amor entre homens e meninos”. Entre tais grupos estão a ILGA (Associação Internacional de Gays e Lésbicas) e a NAMBLA (sigla em inglês para Associação Norte Americana de Amor Entre Homens e Meninos).


No boletim de notícias da Comunidade Gay, há um artigo escrito pelo militante Michael Swift (15-21 de fevereiro de 1987), que se proclama revolucionário gay. O texto foi citado tanto por Severo (1998, p. 54), pesquisador do movimento homossexual, quanto em seu inteiro teor por Dobson (2003, p.136-137), conforme transcrito abaixo:

"Nós sodomizaremos seus filhos, emblemas de sua frágil masculinidade, de seus sonhos superficiais e mentiras vulgares. Vamos seduzi-los nas escolas, nos dormitórios, nos ginásios, nos vestiários, nas quadras de esportes, nos seminários, nos grupos de juventude, nos banheiros dos cinemas, nas casernas do exército, nas paradas de caminhões, nos clubes masculinos, nas casas do Congresso, onde quer que homens fiquem juntos com homens. Seus filhos se tornarão nossos subordinados e cumprirão nossas ordens. Serão refeitos à nossa imagem. Irão ansiar por nós e adorar-nos.

Todas as leis que proíbem a atividade homossexual serão revogadas. Em vez disso, serão expedidas leis que produzam o amor entre homens. Todos os homossexuais devem unir-se como irmãos; devemos nos unir artística, filosófica, social, política e financeiramente. Só triunfaremos quando apresentarmos uma face comum para o odioso inimigo heterossexual.

A unidade familiar – campo crescente de mentiras, traições, mediocridade, hipocrisia e violência – será abolida. A unidade familiar, que só refreia a imaginação e reprime o livre-arbítrio, deve ser eliminada. Meninos perfeitos serão concebidos e criados em laboratório genético. Irão unir-se num ambiente comunitário, sob o controle e instrução de cientistas homossexuais.

Todas as igrejas que nos condenam serão fechadas. Nossos únicos deuses são os jovens bonitos. Aderimos a um culto de beleza, moral e estética. Tudo o que é feio, vulgar e banal será aniquilado. Desde que estamos afastados das convenções heterossexuais da classe média, temos liberdade para viver de acordo com os ditames da pura imaginação. Para nós demais não é suficiente.

Seremos vitoriosos porque estamos cheios da amargura feroz dos oprimidos, forçados a desempenhar partes aparentemente diminutas em seus tolos espetáculos heterossexuais através das idades. Nós também somos capazes de disparar armas e guarnecer as trincheiras da revolução final.

Tremam porcos heterossexuais, quando aparecermos diante de vocês sem máscara.”
(Swift, 1987)

Dessa forma, urge que se cuide da integridade física e moral de crianças e adolescentes, uma vez que a filosofia desses movimentos tem se concretizado através de ações junto ao poder público e à sociedade. Muitas vezes, a política de DIREITOS HUMANOS é manipulada por esses movimentos, que utilizam, em especial, o poder da mídia para a difusão dos seus intentos.

Chama atenção das instituições de apoio aos que voluntariamente desejam deixar a homossexualidade o fato de que, no mínimo, 85% das pessoas que procuram apoio sofreram abusos sexuais na infância e/ou adolescência, fato que parece contribuir para o desenvolvimento da homossexualidade de muitos apoiados, a maioria do sexo masculino.

A ABRAPIA - Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e à Adolescência, hoje chamada OBSERVATÓRIO DA INFÂNCIA, declara que 50% das vítimas de abusos sexuais tornam-se autoras de abusos. (ABRAPIA, 2002, p.7).

Esses números constam também do “Manual sobre crimes de abuso sexual infantil: para promotores de justiça” (PGJ, 2004, p.9). Além disso, a pesquisa mostra que somente 1 em cada 100 meninos têm o abuso sexual denunciado. Ainda assim, as estatísticas mostram que 1(um) em cada 4 meninos, e 1(uma) em cada 3 meninas são abusados sexualmente antes dos 18 anos. Dessa forma, a situação é mais séria do que se possa imaginar.

Se o movimento pró-homossexual declara que 10% da população brasileira “está homossexual”, podemos presumir que 85% dela pode ter sofrido abuso sexual, e que 42,5% seja autora de abuso sexual, seguindo as pesquisas da ABRAPIA e o Manual da Promotoria antes citados. Quantos milhões de brasileiros, que não receberam qualquer apoio para a reorientação sexual, podem ser autores de abusos sexuais? É só fazermos as contas.

O Art. 4º do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente – convoca todo o cidadão a proteger os direitos das crianças e dos adolescentes; também o Art. 227 da CF/88 considera todos os cidadãos responsáveis por colocar crianças e adolescentes a salvo de formas de exploração, violência e crueldade; o Art. 70 do ECA trata da prevenção de ameaça aos seus direitos; o Art. 225 do ECA faz um alerta com relação aos crimes praticados por ação ou omissão e, fundamentado no Art. 245, do ECA, obriga todo cidadão a comunicar o caso de SUSPEITA DE ABUSO ou EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES, sob pena de crime.

Portanto, quem sequer suspeita de uma situação de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes deve notificar ao Ministério Público, e/ou ao Conselho Tutelar, e/ou ao Juiz da Infância e Adolescência de sua cidade. A denúncia poderá ser anônima e também é feita através do disque 100.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABRAPIA. Abuso Sexual: Por que?! Quem?!, O Que?! - Mitos e Realidade. Coleção Garantias de Direito,Nº 3, 1a. ed. Petrópolis, RJ: Autores & Agentes & Associados, 1997.
ACUPS - Associação Cristã Uruguaia de Profissionais da Saúde. Boletim Eletrônico de Fevereiro de 2004. Disponível em:http://www.chasque.net/acups /
acups@chasque.net
CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, promulgada em 5 de outubro de 1988, 18º ed., atualizada e ampliada. Editora Saraiva, 1998.
DOBSON, James. Educando Meninos. São Paulo: Mundo Cristão, 2003.
ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Lei 8.069, de 13 de julho de 1990, 8ª ed., atualizada e ampliada. Editora Saraiva, 1998.
JUSTINO, Rozangela Alves. Câmara dos Deputados. Deputado Federal Henrique Afonso. A “normalização” da pedofilia. Brasília: Centro de Documentação e Informação - Coordenação de Publicações, 2008.
MANUAL SOBRE CRIMES DE ABUSO SEXUAL INFANTIL: para promotores de justiça. Rio de Janeiro: PGJ, 2004.
SEVERO, Júlio. O Movimento Homossexual - sua história, suas tramas e ações, seu impacto na sociedade, seu impacto na igreja. Minas Gerais: Betânia, 1998.

[1] Rozangela Alves Justino é Psicóloga (CRP 05/4917), especializada em Psicologia Clínica e Escolar/educacional. Pós-graduada em Psicodrama e Psicopedagogia, possui, ainda, treinamento em EMDR (Terapia do Estresse Pós-traumático). Cursou a especialização em Atendimento a Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência Doméstica/PUC-RJ. Cristã evangélica, fundou e preside a ABRACEH –ASSOCIAÇÃO DE APOIO AO SER HUMANO E À FAMÍLIA – desde 2004.

15 comentários:

  1. "A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus." Ellen White, Educação, pág. 57.

    "Ainda que caiam os céus", minha cara Rozangela, com "Z" e com muita honra! Quanto mais uns insignificantes respingos de intolerância ignorante...
    Estou certo que o efeito de tais tentativas medíocres de desmerecimento são nulos em sua alma, pois você tem a alma dos fortes, dos nobres.

    "Eis que vos envio como ovelhas no meio de lobos..."

    Que a força do Rei do Universo seja a sua força para continuar a cumprir fielmente a parte que lhe corresponde.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo2:46 PM

    Cara Rozangela,
    Quero parabenizar-te pelo exelente texto que produziu, suas ideias são coerentes e veridicas! Deus (pra quem acredita) ou a natureza (pra quem é ateu) deixou bem claro no corpo humano que a única possibilidade de gerar outra vida é apartir de uma relação heterossexual, alguem de orientação homossexual com certeza sofreu um disturbio, seja lá qual for!
    Que Deus continue te abençoando e te dando argumentos e base para continuar com esse trabalho humano! Tenho apenas 15 anos sempre sonhei em ser psicologa, tomo-te como exemplo para isso, que essas ofensas e comentários rídiculos não te abalem nunca.
    Saudações!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo3:03 PM

    Não sou religioso e ainda assim e até mesmo porisso quero me solidarizar à sua corajosa iniciativa de enfrentar interesses tão poderosos que estão a ludibriar as mentes incautas e desestruturadas pelo incansável e poderoso embate das mídias. Gostaria que aqueles que embarcam em naus tão precárias parassem algum momento para se perguntar de onde provém tanta força capaz de impor a entidades tão representativas como Conselhos e Associações de Psicologia a visão de que, fundados em pesquisas questionáveis e inconclusivas, se tolha o direito de mihões de pessoas de escolher o melhor para sí, obscurescendo a verdade de que o distúrbio da homossexualidade,salvo exceções, na maioria das vêzes se encontra relacionado a condições adversas ou abusivas na infância. Parabéns Sra.Rozangela e lhe desejo muita força nessa imensa luta em busca de resgatar a verdade.

    ResponderExcluir
  4. Que Deus te abençoe Rozangela,continue nesta luta,pois é nossa obrigaçãoe ajudar ÀQUELES QUE QUEREM abandonar este pecado abominável para Deus.
    Aviso aos contrários:...quem não quer...continue pecando,ninguém os impede NEM OS OBRIGA A MUDAR DE COMPORTAMENTO!
    Injusto e incoerente é o Ser Humano, que quer por "leis", impedir que a caridade seja feita!
    Mas minha amiga Rozângela,isso é profético. Está escrito,e eu creio:O amor se acabando!
    "Que Deus continue te abençoando e te dando argumentos e base para continuar com esse trabalho humano!" (2)

    ResponderExcluir
  5. Anônimo9:41 AM

    Deus a ajude, Rozângela. Li sua entrevista na Veja. Você é coerente, inteligente, útil à comunidade. Continue, minha amiga.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo1:21 PM

    SOU FAVORÁVEL A LIBERDADE!
    MAS, NEGAR ESTA LIBERDADE, NO CASO, A DE PENSAMENTO E OPINIÃO, É ESTUPIDEZ!
    QUEM QUISER MUDAR, MUDE! CASO CONTRÁRIO, NÃO IMPEÇA QUEM QUER.

    ResponderExcluir
  7. Edna Miranda7:54 PM

    É sempre bom lebrar que, existe milhares e milhares de pessoas neste Brasil e no exterior apoiando você Dra. Rozângela, pois apoiar esta causa é apoiar um futuro digno dos nossos filhos e netos, para que eles venham conhecer a essência de "FAMÍLIA". E também apoiar AQUELE brasileiro que vive infeliz no estado homossexual e quer voltar a heterossexualidade, dar apoio psicológico para que ele encontre sua verdadeira identidade e vença seus conflitos interiores e descubra a vida plena na heterossexualidade.

    ResponderExcluir
  8. Prezada Rozângela:

    Parabéns pela coragem de desmascarar a "gaystapo", as distorções homossexuais, o policiamento ideológico gay, a intolerância pela liberdade de expressão e a HIPOCRISIA daqueles que não permitem aos outros aquilo que querem para si próprios (liberdade de expressão, informação e opinião). Chega de desconstrução social através de esquisitices e "politicamente corretos". Há, sim, um processo de desconstrução social, política, econômica, intelectual e religiosa em ação no mundo, e não é "teoria de conspiração". E o gayzismo é só um deles. Ajude-nos a denunciar os outros pois um povo sem rumo é um povo dominável pelos lobos do mundo.Continue seu trabalho, Deus a abençoe!

    ResponderExcluir
  9. Anônimo8:00 PM

    Oi irmã,
    A Paz do Senhor
    Sua entrevista foi show e com certeza o inferno
    vai se levantar.
    Olhando as histórias da Bíblia, observo que Deus
    não se " impressiona " assim como nós humanos.
    ELE escolhe as coisas que não são para que SEJAM.
    O exemplo do inespressivo DAVI desafiando o que havia de melhor nos campos da guerra, o GOLIAS.
    Outro exemplo vem de GIDEÃO que queria levar uma multidão p/ a guerra, mas DEUS só apreciou 300.
    Moisés era o supra-sumo do Egito. Genro de Faraó
    e poderoso, mas DEUS não se "impressionou "com
    isto e fez com que ele perdesse tudo e fosse ser
    pastor de ovelhas num deserto por 40 ano, para depois de se humilhar à onisciência de DEUS, então ser escolhido para tirar o povão do Egito.
    ************************************************
    E voce minha querida irmã acha que é alguma coisa
    de somenos diante DESTA perspectiva que DEUS tem
    para exercer as suas grandezas?
    Em verdade te digo, com certeza naquele dia em que voce estiver perante DEUS e os Anjos, esta
    entrevista será lembrada lá nos céus pela sua coragem de ter desafiado as hostes infernais.
    Um grande abraço ( e nos veremos lá!)
    Ricardo ( Manaus AM )

    ResponderExcluir
  10. estou de acordo com sua postura. liberdade para quem quer mudar de vida e procura um apoio profissional é legal e humano acima de tudo.

    ResponderExcluir
  11. Rozângela,

    Infelizmente ando meio( completamente) sem tempo, não pude acompanhar direito tudo isto que você está passando. Estou fazendo mestrado em psicanálise, estudando arte, teatro, são áreas muito novas para mim, o que me exige muito esforço e toma muito meu tempo.
    Tudo que sei é que, o tempo que te conheci, foi suficiente para perceber que suas intenções são as melhores. Sempre percebi sua dedicação e sua boa intenção.
    Espero que tudo dê certo.
    Torço por você.

    abraços

    Krícia Araújo

    ResponderExcluir
  12. priscila3:24 PM

    Olá, rosangela venho vendo o que esta acontecendo com vc fico bem triste mas nos sabemos que aporta que decidimos passar é bem estreita,sabemos que vai piorar como ja esta prometido pelo nosso querido DEUS ,mas quero te desejar que vc possa ficar firme estou orando po vc, e vamos tentar minar de todas as formas a ação da tv brasileirano no que vc prescisar estamos aqui .que DEUS possa te abençoar cada dia mais e mais para vc continuar causando impacto na nossa sociedade.um grande beijo

    ResponderExcluir
  13. Marcelo3:51 PM

    Olá.
    Sou catolico, se Deus assim permitir, futuro sacerdote, e gostaria de lhe dizer que vc estará presente em minhas orações. Assim como no antigo testamento Nosso Senhor levantou Déborah, assim tbm levantou vc hoje. Se prepare,pois o Altissimo ja disse que quem for seguir o caminho da justiça será provado no cadinho da humilhação... mas estaremos rezando muito por vc... e muito obrigado por sua coragem.
    Se possivel gostaria de entrar em contato com a senhor: gouverbum@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Amada irmã
    Sou Católica e Psicóloga e me solidarizo com a sua (nossa) causa. É triste e lamentável o que vem acontecendo em nosso país..vai chegar um tempo em que ser cristão e defender a Palavra será crime...Mandarei os e-mails, com certeza;
    Parabéns pela sua coragem...muitos foram os mártires que deram à vida para que a verdade fosse espalhada pelo mundo e chegasse a nós...

    Conte com minhas orações e fique com a Paz do Cristo que nos une.

    ResponderExcluir
  15. Marco.6:15 PM

    Querida Rozangela,
    Tu és uma escolhida de DEUS Para fazer o bem. Coragem! Seja forte que o SENHOR está contigo. Estamos orando por tí.
    Marco.

    ResponderExcluir