Receba as postagens deste blog

1.8.13

Confirmado: PLC 3/2013 é para legalizar o aborto no Brasil, um crime contra a humanidade

http://diasimdiatambem.com/2013/07/31/feminista-angela-freitas-plc-32013-e-para-enfrentar-antiabortistas/


Feminista Angela Freitas: “PLC 3/2013 é para enfrentar antiabortistas”

eujasabia
Toda a torcida do Flamengo já sabia: PLC 3/2013 é só pretexto pra legalizar aborto
Em entrevista ao site Vi o Mundo – O que você não vê na mídia, a feminista militante da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB), Angela Freitas, afirmou que o PLC 3/2013 (que obriga médicos a realizarem “profilaxia da gravidez”, numa clara alusão ao bebê humano como doença grave) permitirá enfrentar mais facilmente os antiabortistas. Confira:
**********
Viomundo – Que avanço o PLC 3/2013 vai possibilitar?
Angela Freitas – É o de ter uma norma federal, com status de lei federal, e não somente de norma técnica ou decreto, para garantir a efetivação dos direitos das vítimas a cuidados e proteção. Os serviços não poderão fazer alegações de ocasião para negar o atendimento devido.
Dessa maneira, também será possível se enfrentar melhor os obstáculos judiciais que os antiabortistas vêm impondo às vítimas de violência sexual, quando decidem realizar um aborto.
**********
Quer dizer então que essa história de cuidar da vítima de violência sexual era mesmo só pretexto para avançar o lobby pró-aborto no país e enfrentar a legislação pró-vida do Brasil? E pensar que o PLC 3/2013 não tinha nada a ver com aborto, hein?
Sempre teve! E é por isso que precisamos do VETO TOTAL a esse projeto de lei, um verdadeiro cavalo de tróia que se contar com a sanção da presidente Dilma Rousseff, no dia 1º agosto, obrigará hospitais religiosos a realizarem o aborto até o nono mês de gestação; obrigará médicos a realizarem aborto até o nono mês de gestação, sob pena de processo, ainda que o profissional apele para o direito de objeção de consciência.

Amanhã a presidente decidirá o destino deste projeto de lei infame.

Nenhum comentário:

Postar um comentário