Receba as postagens deste blog

27.5.09

"MANIFESTO DO SILÊNCIO"

“MANIFESTO DO SILÊNCIO”

Tenho recebido várias mensagens de apoio de brasileiros e estrangeiros, apesar da tímida divulgação do nosso manifesto. Uma delas, de uma pessoa muito inteligente que deixou a homossexualidade, chamou a minha atenção:

“1) Se você não for cassada: o CFP estará declarando que é possível (e permitido) tratarem-se os homossexuais.

2) Se você for cassada: o CFP estará dizendo para todos os psicólogos e para a sociedade em geral que está de acordo com idéias sem fundamento científico.

- Além disso, estará dizendo aos profissionais da psicologia que eles não são mais importantes para o conselho do que os ideais políticos da militância gay.

- Além disso, estará dizendo aos psicólogos cristãos que eles estão todos "com a faca no pescoço: se houver uma pequena denúncia, serão cassados".

e um modo ou de outro, o CFP e o movimento gay vão perder com esse processo. Entendeu?”

Pois é... concordo plenamente com esta pessoa...

ESTAMOS FAZENDO A NOSSA PARTE e DEUS fará a DELE. E você está fazendo a sua?

No dia 25 de maio de 2009 realizamos o "MANIFESTO DO SILÊNCIO" junto ao CRP-RJ - Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro, como também na ALERJ - Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, contra a condenação de Rozangela Justino, pois no próximo dia 29 de maio de 2009, estará sendo julgada no CFP-Conselho Federal de Psicologia, por oferecer apoio e compreensão a pessoas que voluntariamente desejam deixar a atração pelo mesmo sexo.

Tivemos representantes da categoria profissional, familiares, missionário, além de pessoas que querem que seja garantido o seu direito de receber apoio. Fotografamos, filmamos, realizamos entrevistas com o público, com profissionais e estaremos divulgando tais registros no momento oportuno.

Não foi possível comunicação ampla deste manifesto porque foi decidido em menos de uma semana e também devido a diversos contra-tempos, incluindo a dificuldade de enviar mensagens pela internet e para os milhares de apoiadores. Esta situação ainda não foi regularizada. Por estas razões, pedimos divulgação ampla desta mensagem, e blog, além do site da ABRACEH-ASSOCIAÇÃO DE APOIO AO SER HUMANO E À FAMÍLIA: www.abraceh.org.br

Desejávamos deixar evidente que há um impedimento para que este tema seja falado. O SILÊNCIO nos está sendo imposto, sempre. O medo impede pessoas de se manifestarem, medo de perderem o registro profissional, medo de estarem expostos nos jornais com o rótulo injusto de homofóbicos, medo da ditadura, medo de serem presas, machucadas, torturadas.

PRECISAMOS DENUNCIAR que não há mais liberdade no Brasil. Milhares de profissionais apoiam os que voluntariamente desejam deixar a atração pelo mesmo sexo porque os procuram voluntariamente desejando aliviar o seu sofrimento psíquico e terem a oportunidade de viver uma vida segundo os seus conceitos e valores. Também há os profissionais que têm medo de apoiar para não perderem o seu registro profissional e se esquivam deste tipo de paciente. Familiares estão ansiosos por receber apoio e pessoas acometidas por transtornos sexuais e comportamentais diversos desejam que o direito de serem apoiados seja garantido!

PRECISAMOS DENUNCIAR que estamos retornando ao tempo da DITADURA. Não temos mais liberdade de pensamento, expressão, científica e outras. O Art. 5º da Constituição Federal de 1988, a nossa Carta Magna não está mais sendo respeitada. Um advogado que não vê nada demais em expressar a homossexualidade me disse que a situação em que me encontro é absurda e que o nosso movimento social deveria criar uma faixa declarando que ESTAMOS VOLTANDO AO TEMPO DA INQUISIÇÃO: agora os ativistas do movimento politicamente organizado pró-homossexualismo QUEREM COLOCAR OS HETEROSSEXUAIS NA FOGUEIRA.

Durante o nosso manifesto no dia 25 de maio pessoas se aproximaram de nós para nos apoiar e declararam ser um MANIFESTO CORAJOSO, inclusive turistas que passavam pela ALERJ no momento da nossa manifestação, fotografando e conversando conosco nos apoiaram.

Foi criada no orkut uma comunidade "QUEREM CALAR ROZANGELA JUSTINO" e já existiam as comunidades da ABRACEH e EU AMO A ROZANGELA JUSTINO. Divulguem estas comunidades e tudo o que está acontecendo.

Participe do nosso manifesto enviando e-mails, faxes, telefonemas. Fale com as autoridades e também aos Conselhos de Psicologia, como também para a mídia. Todas as orientações encontram-se neste blog.

Foi entregue pessoalmente ao Conselho Regional de Psicologia a carta que foi enviada pelos correios terrestre para todos os Conselhos Federal e Regionais do Brasil, incluindo as sub-sedes. Anexamos à carta, uma cópia do artigo: "DA HOMOSSEXUALIDADE À HETEROSSEXUALIDADE - há possibilidade de resgate da heterossexualidade" (postado neste blog), além do livro do autor CLAUDEMIRO SOARES, que trata da atração pelo mesmo sexo e as abordagens terapêuticas para a saída da homossexualidade. Esta mesma carta foi enviada pela internet. Os e-mails e endereços dos Conselhos de Psicologia encontram-se no presente blog.

Da mesma maneira, entregamos na Alerj uma carta com a cópia do que enviamos para os Conselhos Regionais de Psicologia aos cuidados dos Deputados Jorge Picciani e Armando José. O Dep. Armando José é psicólogo. Da mesma forma, foram enviados e-mails para todos os Deputados do Estado do Rio de Janeiro, além dos Deputados Federais e Senadores para terem conhecimento e se posicionarem acerca do que está acontecendo.

O nosso manifesto continuará no dia 28 e 29 de maio de 2009. O mesmo "MANIFESTO DO SILÊNCIO" no CONGRESSO NACIONAL, em Brasília, no dia 28. Também entregaremos algumas cartas e anexos, pessoalmente a alguns Deputados e Senadores, como também ao Presidente LULA. As cartas encontram-se neste blog.

No dia 29, enquanto Rozangela Justino será julgada também estaremos realizando um manifesto às 10 horas. Endereço do CFP-Conselho Federal de Psicologia: SRTVN – Qd 702, Ed. Brasília Rádio Center, Conj. 4024 A, Brasília, DF

Há uma forte pressão para que Rozangela Justino seja condenada por oferecer apoio e compreensão a pessoas que desenvolveram a atração pelo mesmo sexo, e que por razões pessoais desejam desenvolver a orientação heterossexual.

A condenação de Rozangela Justino junto ao CFP estará declarando que no Brasil não se respeita o Art. 5º da Constituição Federal/88, a Carta Magna da nossa nação, que dá aos profissionais liberdade científica, de pensamento, expressão e outras. Com isso, todos os profissionais estarão tendo os seus direitos cerceados, além dos psicólogos: JORNALISTAS, ADVOGADOS, ASSISTENTES SOCIAIS, MÉDICOS, etc, não poderão mais se expressar devido à ditadura do movimento politicamente organizado pró-homossexualismo. Nem mesmo os parlamentares terão direito de se pronunciar. O Deputado Henrique Afonso do PT, que tem se colocado na CÂMARA DOS DEPUTADOS FEDERAIS CONTRA A CULTURA DA MORTE, com a sua imposição através de leis pró-homossexualismo, aborto, infanticídio, abuso sexual, etc está respondendo processo junto ao seu partido por DEFENDER A VIDA HUMANA E A FAMÍLIA SEGUNDO OS PRINCÍPIOS CRISTÃOS, ou seja, o Deputado Henrique Afonso defende a CULTURA DA VIDA, razão pela qual está sendo julgado e poderá ser condenado se o povo brasileiro não se levantar e se manifestar contra esta cultura que pretende aniquilar o nosso povo.

Por estas razões, não somente eu, mas todo o povo brasileiro sairá perdendo se eu for condenada, se o Deputado Henrique Afonso for expulso do seu partido por defender a vida humana, segundo os princípios cristãos!

13 comentários:

  1. Olá Rosângela!

    Gostaria de manifestar meu total apoio, e perguntar o que posso fazer para ajudá-la... Conversei com você no encontro pró-vida em Brasília, também sou psicólogo, embora não tenha registro do CFP... lembra?

    Grande abraço! Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Todo apoio a você em sua luta, Rozângela.

    Um abraço,

    Maya

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, doutora!
    Grande parte dos comentários aqui postados, pró-homossexualismo, demonstra a intolerância dessas pessoas do movimento gayzista, pois, para eles, um homossexual não pode querer deixar de ser homossexual, por livre e espontânea vontade.
    O trabalho que a senhora faz é digno de louvor e importantíssimo para seus pacientes, os quais, se a procuram, é porque já não suportam as mazelas do homossexualismo.
    Paz e Bem!

    ResponderExcluir
  4. E então, gostaria de saber qual foi o resultado...

    ResponderExcluir
  5. Também gostaria de saber sobre o resultado.

    Segue também um link, não sei se você já conhece o Julio Severo...

    http://juliosevero.blogspot.com

    Deus abençoe.
    CK

    ResponderExcluir
  6. Ao ler os depoimentos e conhecer a situação, percebo, a cada dia que passa, que a discriminação reage contra a própria discriminação. Em outras palavras, AS PESSOAS QUE SE SENTEM OFENDIDAS, DE ALGUMA FORMA, COM O TRABALHO DA DRA ROZANGELA, ME PARECEM TÃO DISCRIMINADORAS QUANTO A PRÓPRIA, se é que se trata disso. Quando falamos em direito e justiça, falamos em IMPARCIALIDADE. Então, quem se sentir discriminalizado, com fundamentos razoáveis, não deve proferir ofensas e sim, como já está sendo feito, buscar tutela jurisdicional. Proferir palavras debaixo calão em nada adianta. Só demonstra que os atgumentos são falsos, viciados pela extrema pessoalidade, o que demonstra o senso comum que difere do empírico, dotado de "verdade".

    Senhores interessados, falar em LIBERDADE, é falar de RESPEITO. Hoje, com o apoio da Constituição de 1988, tanto a livre manifestação do pensamento (art. 5°,IV), como a liberdade de consciência e de crença, que é inviolável (art. 5°, VI), sendo própria do indivíduo pensante, é direito de cada um e dever de todos o respeito.

    É dentro desse DIREITO que se insere aquele que quer, de alguma forma, viver em outros padrões sociais, como o homossexual que não quer mais essa condição. E isso além de um direito é uma opção, como a de ser gay.

    Peço aos senhores ESSE RESPEITO, pois esse também é um grupo que se sente ofendido com as declarações desrespeitosas referentes aos mesmos.

    A terapia e a consciência de valores e atitudes são espontâneas do ser que a procura e a mesma liberdade de opção por sexualidade que todos têm, o contrário também se dá, como os senhores têm visto.

    Peço respeito ao movimento da ABRACEH e ao trabalho da Dra Rozangela, profissional séria, que, como o grupo gay, tem a liberdade de expressar suas idéias.

    Notem que seguir as idéias de qualquer terapeuta, independe da vontade do mesmo, ficando a cargo exclusivo de quem faz a terapia, aceitar ou não os conselhos e ter determinado comportamento.

    Creio na justiça e na liberdade.

    Mas acho que o respeito a toda e qualquer opinião é fundamental para a evolução cultural e da espécie.

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante esta matéria do site liberdade de expressão e a opinião, imparcial, do leitor "Eduardo":
    http://liberdadedeexpressao.multiply.com/reviews/item/244

    Vejam que até mesmo especialistas da área, consderam, no mínimo, absurda tal penalidade imposta à Dra Rozangela que, como ser pensante, pode ter consiência e emitir a sua opinião como quiser - desde que não seja anônima e nem cause nenhum cerceamento de liberdade alheia - e como indivíduo, também protegida pelos tais "direitos humanos" a mesma deve ter sua opinião respeitada, pois vivemos num país LIVRE !!!!!!

    *Quem invoca a liberdade, deve saber respeitá-la.

    Um "ode" ao respeito mútuo e à liberdade de expressão, em todas as suas formas.

    ResponderExcluir
  8. Gostei dessas frases...e sugiro a reflexão sobre a liberdade proposta nas mesmas...

    "Nunca se é homem enquanto se não encontra alguma coisa pela qual se estaria disposto a morrer." (Jean-Paul Sartre)

    "Quem não pode atacar o argumento ataca o argumentador." (Paul Valéry)

    "A psicologia nunca poderá dizer a verdade sobre a loucura, pois é a loucura que detém a verdade da psicologia." (Michel Foucault)

    "Estamos condenados a ser livres" (Jean Paul Sartre)

    "O que importa quantos amores você tem se nenhum deles te dá o universo?"
    (Lacan)

    "A felicidade é um problema individual. Aqui, nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar, por si, tornar-se feliz." (Sigmund Freud)

    ResponderExcluir
  9. Dra. Lia Lee:
    Por que a senhora não vai esbravejar com as centenas de pacientes que, por tratamento psicológico, abandonaram a opção homossexual, seja porque já não se reconhecem como tal, seja porque não a consideram natural.
    Vá espernear com a Marta Lozano (http://www.universiti.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1881&Itemid=68), em vez perder tempo com o seu infalível Foucault.
    Os gayzistas, repito, classe mais intolerante na face da terra, não permitem que um homossexual deixe de sê-lo; ora, o homossexualismo é tão natural, mas tão natural, que... não gera vida!!! Gera o quê então? prazer a alguns e frustração a outros.
    Caros gayzistas, deixem a psicóloga ajudar essas pessoas, uma vez que vocês são incapazes de fazê-lo. Não sejam intolerantes, não impeçam a liberdade de expressão e pensamento! E, se algum de vocês estiver arrenpendido das mazelas do homossexualismo, se algum de vocês perceber que não há verdadeira felicidade no sexo desregrado, não o mando procurar um padre, um pastor, um rabino, não, vá procurar a doutora Rozangela ou algum outro psicólogo digno e honesto, como os há tantos no mundo, para que se livre do homossexualismo.

    ResponderExcluir
  10. Cara Rozangela,

    Depois de ver seu relato não pude ficar quieto. Publico toda semana um jornal o Jornal Semanal, que distribuo a amigos e conhecidos. Nele eu divulgo textos importantes que são convenientemente ignorados na mídia. Na edição dessa semana dediquei uma boa parte ao seu caso. Caso queira baixar o jornal para ver, e divulgar também o link é http://www.4shared.com/file/110238164/901d4e51/jornal_semanal_ed_20090606.html

    Abraços

    leandroDiniz

    ResponderExcluir
  11. Parabéns Dra. Rozângela. Aguente firme. Essas pessoas confundem os desejos que sentem com seu próprio ser. Entenebrecidos na vaidade de suas mentes, se entregaram a toda sorte de paixões torpes, para cometerem entre si toda sorte de imundícies. Elas não fazem idéia de que o apetite racional é o que define por excelência o ser humano, e é a faculdade relacionada a esse apetite que nos permite identificar, mesmo aqueles que nunca leram a Bíblia, que criou Deus o homem e a mulher e viu que era bom (e que, a propósito, salvo raríssimas exceções fisiológicas, temos um ou o outro sexo). Agora, se elas preferem deixar-se dominar pelo seu apetite concupiscível, é entre elas e Deus. Só não impeçam que aquelas que querem seguir a Verdade assim o façam.

    ResponderExcluir
  12. Rosângela, sou católica, ex homossexual, digo ex pq abandonei a prática, com a graça de Deus, e estou muito feliz! E agora muito mais por ter encontrado o seu blog, quero lhe dizer que se tivesse vc por perto, certamente ia me consultar contigo, minhas orações mais sinceras a você querida, ESTOU DO SEU LADO, e creio que Nosso Senhor Jesus Cristo também, sou seguidora do seu blog. Gostaria de me corresponder com vc, faça contato, por favor!

    ResponderExcluir
  13. Anônimo5:44 AM

    Amigos ,li o texto por acaso e é deprimente que nosso país esteja se degenerando tanto, ora na politica ,ora em direitos humanos equivocados ,na violencia ,nas drogas enfim estamos numa sociedade alienada pela midia perversa que acha tudo normal ,se uma parte pode defender suas causas a outra pode não querer e ai? que democracia é essa? alias isso nunca existiu aqui onde o governo manda e dsamnda em tudo sem nenhum criterio etico ,e os poderes acima da lei e do bom senso o apoiam ,doutora gente de valor não tem lugar nesse país de idiotas.
    boa sorte

    ResponderExcluir