Receba as postagens deste blog

8.11.09

NOTA: ENQUETE DO SENADO sobre o PLC 122/2006 e outras orientações urgentes

Leia até o final, pois existem orientações importantes e urgentes nesta mensagem.

A enquete sobre a PLC 122/2006 foi retirada do ar por problemas técnicos, segundo a Agência Senado: http://www.senado.gov.br/agencia/verNoticia.aspx?codNoticia=97147&codAplicativo=2

Se ela retornar diga "NÃO". Não queremos o PLC 122/2006, sem emendas e nem com emendas! Deixamos isso claro na votação, no entanto chegou até nós a notícias de que o "NÃO" ganhava e colocaram o resultado da enquete como se o “SIM” tivesse ganho. Estranho, não? Por fim, retiraram do ar o resultado e a enquete.

Observamos que o seu enunciado intimidava e colocava o que responde “NÃO” na posição de discriminador, mas todos nós já sabemos que não se trata de discriminar a pessoa que está homossexual, mas, sim, incriminar todos os que não aceitarem o comportamento homossexual como natural. Se tal PLC for aprovado criarão o delito de opinião, dentre outros inconstitucionais e detonadores dos direitos humanos.

Infelizmente, não podemos apoiar qualquer Projeto de Lei e nem lei pró-homossexualismo porque tais projetos de leis e leis têm finalidades políticas e econômicas, e na verdade não são para proteger e nem ajudar qualquer pessoa na condição homossexual, muito pelo contrário, é para impedir que sejam ajudadas, inclusive. Um exemplo é a RESOLUÇÃO 01/99 do CFP – os psicólogos estão proibidos de apoiarem pessoas que voluntariamente desejam deixar a homossexualidade.

Verifique sempre que puder se entrou no ar a enquete: http://www.senado.gov.br/sf/senado/centralderelacionamento/sepop/

Saiba mais sobre o assunto assistindo o seguinte vídeo: http://www.internautascristaos.com.br/index.php/forum/3-defesa-da-fe/1072-igreja-crista-x-movimento-gayzista.html#1074

Acompanhe também do Projeto de Lei que está na Câmara, semelhante ao PLC 122/2006, o 6418/2005: http://www2.camara.gov.br/internet/proposicoes

Também fique atento às proposições legislativas na Câmara dos Vereadores e Deputados Estaduais, como também a movimentação do Poder Executivo, observando os que apóiam o movimento gay e não vote neles nas próximas eleições. A sua arma é o voto.

O que você pode fazer mais?

1) O levantamento das necessidades do seu Município, Estado e pedir para os Deputados, Senadores e Vereadores para:

  • Convocar os Ministros, Secretários, Governadores, Prefeitos, etc, conforme a sua alçada, para prestarem esclarecimentos acerca das prioridades do povo, apontando as áreas do seu Município, Estado, onde o Presidente da República, Governadores e os Prefeitos têm deixado a desejar, alegando falta de verba pública;
  • Apresentar as contas detalhadas dos seus gastos e apurar irregularidades – você mesmo pode fazer esta solicitação e denunciar irregularidades – informe-se através do site da CGU: http://www.cgu.gov.br/ e procure ver como funciona o CONTROLE SOCIAL;
  • Criar a "CPI das Passeatas Gays”; “ A CPI do Movimento Gay”.

Assim, estaremos verificando o porquê do investimento do poder público neste movimento desconstrutor social e dos princípios cristãos, em detrimento de necessidades básicas do povo brasileiro. Para financiar o movimento gay há verba à vontade e serão aumentadas, como prometeu o Governador do Estado do Rio, Sergio Cabral. Por que não há verba para investir em água potável para algumas localidades do Estado, hospitais, pavimentação das ruas, etc? O mesmo acontece em todo o Brasil.

3) PARTICIPE DAS COMISSÕES DE DIREITOS HUMANOS DE SUA CIDADE e influencie as políticas públicas na área da saúde, educação, serviço social, criança e adolescente, etc, - qualquer do povo pode participar, especialmente os representantes de igrejas, associações, ONGs, ...;

4) Se você for PSICÓLOGO OU ASSISTENTE SOCIAL - crie uma chapa para concorrer às próximas eleições junto aos seus Conselhos Profissionais para derrubar as RESOLUÇÕES HETEROFÓFICAS existentes, não só no Conselho de Psicologia como também no do Serviço Social, e para que tais Conselhos Profissionais respeitem a verdade científica e não obriguem os seus profissionais a seguirem a teoria da Desconstrução Social-"queer", que tem sido o referencial teórico destes Conselhos Profissionais, daí tais normas disformes e cerceadoras de direitos;

5) Se você conhece um psicólogo ou assistente social, incentive-o a se candidatar nas próximas eleições junto aos seus Conselhos Profissionais – peça para eles entrarem nos sites e blogs referendados nesta e outras mensagens que você tem recebido;

6) Peça para os Deputados Federais: http://www.camara.gov.br/ e Senadores: http://www.senado.gov.br/ solicitarem a prestação de contas detalhadas dos gastos e apurar irregularidades em tais Conselhos Profissionais.

EXERCITE A SUA CIDADANIA!

VOCÊ ESCOLHE OS REPRESENTANTES PARA TRABALHAREM EM PROL DOS SEUS INTERESSES - VOCÊ É O PATRÃO!

Acompanhe o trabalho de quem você elegeu para administrar a sua Cidade, Estado, País e Conselho Profissional.

ATENÇÃO: o site da ABRACEH saiu do ar, possivelmente pelo grande número de pessoas que o acessaram nos últimos dias. Estaremos colocando alguns informativos no blog da ABRACEH: http://abraceh.blogspot.com/ enquanto estiver fora do ar o site.

Leia todas as mensagens do blog: http://rozangelajustino.blogspot.com/ para você alicerçar mais as suas ações, assim como os sites já citados nesta e nas mensagens anteriores.

Os sites católicos também têm muito material para pesquisa: http://www.providafamilia.org.br/ e http://www.paulofernando.com.br/ .

5 comentários:

  1. Além do descaramento de sumirem com a pesquisa que dava ampla margem de vantagem para o não, 62% contra 38%, link: http://www.genizahvirtual.com/2009/11/apertem-os-cintos-enquete-da-mordaca.html#comment-form
    ainda divulgam no site do senado outra pesquisa que diz que 70% da população querem
    a aprovação da famingerada pl 122/06, inclusive, dizem que 54% dos evangélicos apoiam tal decisão..
    link: http://www.senado.gov.br/sf/senado/centralderelacionamento/sepop/?page=noticia15
    é o fim da picada, são corruptos ao extremo.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo12:49 PM

    A FARRA DOS ONGueiros...
    Pelo terceiro ano consecutivo o Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde, abre inscrições para financiamento de projetos que promovem a prevenção da Aids e outras DST’s (leia-se distribuição de camisinhas, panfletos COLORIDOS e informativos...). Este ano, será disponibilizado HUM MILHÃO DE REAIS para os projetos aprovados das ONG’s (vai começar a caça ao dinheiro público, que poderia está sendo usado para melhorar as condições nos hospitais públicos e contratações de médicos no SUS) com limite de até 20 MIL REAIS por Projetos... Neste ano, o Brasil conta com mais de 250 Paradas em todo o território nacional, segundo a InterPride (Associação de coordenadores de eventos do Orgulho GLBT). Os ativistas homossexuais recorrem cada vez mais ao governo para financiar a FARRA DOS ONGueiros, eles são organizados, mas numa sociedade livre os direitos são individuais e não coletivos. Cadê a prestação de contas??? É sabido que na Parada desse ano no Recife os empresários do segmento GLBT pagaram para eles colocarem os seus BLOCOS NA RUA... Cada empresário pagou o valor de Hum mil e quinhentos reais para participarem da FESTA deles... Os ativistas homossexuais do passado pediam ao governo que os deixasse em paz. Mas hoje, à medida que a tolerância social para com o homossexualismo cresce, os ativistas homossexuais recorrem cada vez mais ao governo a fim de impor seus INTERESSES sobre a sociedade. Isso é uma grande ironia.


    MAIS E MAIS FESTAS!!!
    No Recife os carnavais fora de época não dão resultado algum, imaginem em cidades da região metropolitana??? Os convites são todos iguais, colam cartazes em todas as cidades vizinhas para "incrementar" o "espetáculo", será que é necessário fazer um carnaval em Recife, um em Paulista, outro no Cabo, em Olinda, no Agreste, Caruaru, Serra talhada??? Acho que estão perdendo a verdadeira noção da importância desse movimento... Um a cada semana e em cidades diferentes... Será que temos suficientes "foras do armário" para dar a cara em todas estas cidades? Ou será que ainda assim será necessário convidar as amigas das cidades vizinhas pra fazer volume? Acho que mais que nunca a comunidade gay como uma só, busque os direitos unidas e não em determinadas "paradas". Comentam-se que estas paradas são "organizadas" (que de organizadas não tem nada), por algumas ONG’s registradas por algumas amiguinhas desentendidas, de outras Ong’s, ou seja: você tem uma ONG, quer comer dinheiro, ai pede pra sua amiguinha fundar uma outra em alguma outra cidade e aí você comanda tudo e come o dinheiro todo... É só organizar umas festinhas...

    Super correto essa solicitação, é preciso ter transparência com o dinheiro público e privado. Essa história está se tornando moda, acho que foi copiado do Rio e São Paulo. Os organizadores deveriam disponibilizar no site do evento esse tipo de informação, não só o cronograma financeiro das aplicações, mas também as ações desenvolvidas. É preciso desenvolver ações durante o ano inteiro para que a imprensa e o publico responsável em geral, que mantém um outro olhar, sobre as populações GLBTT, não fiquem esperando essa atitude dos organizadores nem a imprensa cobrando transparência nas ações.
    Não adianta se arvorar em homofobia, prevenção, direitos humanos, preconceito e discriminação uma só vez ao ano, ou então mude-se o título para uma festa de confraternização entre as minorias discriminadas, sem nenhum compromisso social, simplesmente uma festança para se divertir, brincar, pegar e "otras coistas mas"... Quero ver o governo financiar essa farra. Entre o céu e a terra existem tantos véus que até hoje Isis está cansada de tirar e não acaba nunca. È por aí, não adianta "chiar".

    Sábias palavras... Se você abre o seu armário e sai dele já está dando exemplo para que um monte faça o mesmo. já pagamos impostos muito altos e para no final CAIR no bolso dessa militância oportunista. Expressar opinião contrária a ELES é como se tivesse cometendo um CRIME... É preciso investigar, denunciar e quem sabe até uma CPI se for o caso...

    ResponderExcluir
  3. A enquete voltou com validação (captcha/anti-robô) e zerada! Fala sério!

    ResponderExcluir
  4. retiraram a enquete do ar.

    é uma tentativa de amordaçar o povo de Deus.

    Não a PL 122

    ResponderExcluir
  5. Atenção!!

    Retiraram do ar a enquete!

    Estão querendo calar a voz do povo de Deus!

    Querem nos amordaçar!!

    NÃO a PL 122!!

    ResponderExcluir