Receba as postagens deste blog

22.7.09

ABAIXO-ASSINADO - mensagem enviada pela ABRACEH

Diversos profissionais da área de psicologia e outros cidadãos apoiadores de Rozangela e da ABRACEH pediram para que elaborássemos um abaixo-assinado em apoio a Rozangela Justino que será julgada no dia 31 de julho de 2009, pelo CFP.

ABAIXO-ASSINADO on line no site da ABRACEH: www.abraceh.org.br
Vá até o menu do lado esquerdo e no final poderá participar do abaixo-assinado.


Se desejar copiar o cabeçário abaixo e veicular o abaixo-assinado entre os seus contatos faça isso o mais rápido possível, pois temos muito pouco tempo para agirmos. Copie o enunciado abaixo e circule-o entre seus amigos e colha o máximo de assinaturas possíveis!


Em cada folha cabem 25 assinaturas. Os formulários deverão ser enviados para:

CAIXA POSTAL 106.075 – Niterói – RJ CEP 24.230-970



ABAIXO-ASSINADO

Considerando os termos dos Arts. 3º, IV; 4º, II; e 5º, IV, V, VI, VII, VIII, IX, X, XIII, XIV, XV, XVI, XVII, XVIII da Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988, que nos assegura o direito de:

a) PENSAR (liberdade de consciência);

b) EXPOR NOSSAS IDÉIAS (liberdade de expressão, intelectual e científica);

c) ASSOCIAR PARA APOIAR OS QUE QUEREM SER APOIADOS (liberdade de atuar e/ou fornecer informações à sociedade).

É que abaixo assinamos em apoio à psicóloga Rozangela Alves Justino, CRP 05/4917, para que continue a incluir em seu atendimento profissional, também as pessoas que voluntariamente desejam deixar a atração pelo mesmo sexo e a realizar trabalhos preventivos, de forma a garantir este direito humano e constitucional. A psicóloga Rozangela Alves Justino prometeu e vem cumprindo o seu juramento quando da colação de grau que por meio do seu exercício profissional contribuiria para o desenvolvimento da Psicologia como ciência e profissão na direção das demandas da sociedade, promovendo saúde e qualidade de vida a cada sujeito e a todos os cidadãos e instituições cumprindo todos os princípios fundamentais e artigos que envolvem a sua responsabilidade segundo o seu Código de Ética Profissional.

NOME - PROFISSÃO - DOCUMENTO


Rozangela Justino foi surpreendida com a notícia de que um repórter do Jornal Folha de São Paulo enganou-a se passando como paciente, em seu consultório, e publicou no Jornal várias falas que não são suas expondo-a a perdas e danos morais, profissionais e físicos e ela já preparou o seu direito de resposta que já foi enviado ao Jornal para que publique a sua versão. Devido a esta exposição e vulnerabilidade já providenciou a mudança do seu local de trabalho que foi divulgada somente para os seus pacientes antigos e não mais receberá em seu consultório pessoas de fonte não segura, restringindo assim os seus atendimentos profissionais. Se for cassada a sua atuação será limitada às instituições parceiras nas reuniões da ABRACEH.


A partir da publicação da Folha de São Paulo tem sido solicitada para dar várias entrevistas. Como alguns veículos de informações parecem estar comprometidos com os ativistas do movimento pró-homossexualismo é possível que mais distorções ocorram, no entanto, este tema será debatido na sociedade e a maioria do povo brasileiro certamente irá aderir ao abaixo assinado, pois a nossa população quer que o direito de apoiar pessoas que desejam deixar a atração pelo mesmo sexo seja garantido pelo poder público, sociedade e muito mais pela categoria profissional, pois deixar a homossexualidade é um direito humano e constitucional.


Rozangela também recebeu a intimação para responder a mais processos junto ao CRP-RJ, onde ativistas reuniram o conteúdo do seu blog para denunciá-la, porém, os seus escritos que estão em seu blog fazem parte do seu discurso e não há problema em reproduzi-lo. O que não é considerado ético é dizer que ela disse o que nunca disse, como por exemplo: não faz parte do vocabulário de Rozangela Justino se referir ao estado homossexual a palavra “doença” e nem mesmo promete curas. Rozangela trata a homossexualidade como a OMS - Organização Mundial da Saúde: existem vários transtornos ligados à sexualidade e homossexualidade catalogados na CID-10. Em seu consultório Rozangela utiliza somente técnicas consagradas na ciência psicológica. Fora do Consultório tem o seu direito constitucional e humano garantido para expressar o seu pensamento religioso e não nega este fato. Todo processo psicoterápico ocorre à longo prazo, no entanto, afirma que há possibilidade de saída da homossexualidade para aqueles que voluntariamente desejam abandoná-la tanto em seu espaço profissional quanto em seu espaço religioso.


Acompanhem mais notícias no site da ABRACEH: WWW.abraceh.org.br e blog da Rozangela: http://rozangelajustino.blogspot.com. Aguardem mais notícias sobre o que está acontecendo e o que acontecerá nos próximos dias.


E lembre-se, garantir o direito de Rozangela Justino a apoiar pessoas que voluntariamente desejam deixar a atração pelo mesmo sexo é também garantir este direito para os demais profissionais da área de psicologia independente de que religião professe. Segundo o autor do livro: “Homossexualidade Masculina – escolha ou destino” - Claudemiro Soares - diversos profissionais não religiosos apóiam pessoas que voluntariamente desejam deixar a atração pelo mesmo sexo com o respaldo da ciência psicológica. Este é um direito que precisa ser respeitado, porque deixar a homossexualidade é um direito humano e constitucional que precisa ser garantido tanto para o profissional atuar livremente quanto para aquele que está em estado de sofrimento desejando deixar a atração pelo mesmo sexo.

Contato com Rozangela Justino - envie a sua mensagem para os três endereços: rjustino@urbi.com.br; rozangelajustino@abraceh.org.br; rozangelalvesjustino@ig.com.br


"Assim diz o senhor...: eu sou o primeiro e eu sou o último, e além de mim não há deus”. (Isaías 44:6)

4 comentários:

  1. A assinatura eletrônica é a mesma coisa que feita a caneta, não? Gostaria que me respondesse.

    ResponderExcluir
  2. Prezada Rozangela

    Como irmão em Cristo e blogueiro, tenho acompanhado a sua causa contra os grupos pró-homossexualismo. Tive a oportunidade de ler a matéria da Folha de São Paulo e diversas matérias na Internet.

    Ao acessar este artigo, notei que o link ao Abaixo-Assinado não funciona. Eu o busquei no Google e já participei. É: http://www.abraceh.org.br/v2/mostra_pagina/index.php?type=Artigos&id=359

    Abraço.

    http://belverede.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Anônimo3:05 PM

    a grande questão é que estão em risco as liberdades fundamentais da pessoa humana. o que está em discussão não é a questão da discriminação por raça, religião, opção política ou sexual. o que está em risco é a questão própria da liberdade de opinião, de consciência. quando exponho uma idéia não retiro de ninguém o direto de contestá-la. mas não me podem impedir de defendê-la. quando então um determinado assunto é controverso porque forçar somente uma visão quando há outras opiniões que devem cientificamente serem também consideradas? o homossexual nasce homossexual ou é feito homossexual por questões de relacionamento social, traumas familiares, etc? a própria resposta a esta pergunta é controversa e contraditória. não é melhor que cada pessoa, cada grupo social, tenha o direito de expor livremente suas idéias? não é democrático agir desta forma? ou democracia é uma via de mão única? defendo o direto da rozangela de expor livremente todas as suas teorias e trabalhar livremente dentro do contexto de uma sociedade democrática.

    ResponderExcluir
  4. Rosangela, como irmao em Cristo tenho visto as ultimas investidas das militancias gays para que nos parem de prega e viver o verdadeiro Evangelho de Cristo,saiba me solidarizo com voce,pois sua atitude esta dentro da palavra de Deus.
    Colocar teu telefone de contado nesse blog pois os link nao deucerto nao,pois quero entra em contado com voce.
    A paz do Senhor

    ResponderExcluir