Receba as postagens deste blog

4.8.09

JESUS DISSE: "Eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo" (Jo 12:47)

Carta de Dom Claudio Hummes aos presbíteros

em 03/08/2009 10:45:00

Jesus disse: “Eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo” (Jo 12,47).

Caros Presbíteros,

A atual cultura ocidental dominante, sempre mais difundida em todo o mundo, através da mídia global e da mobilidade humana, também nos países de outras culturas, apresenta novos desafios, não pouco empenhativos, para a evangelização. Trata-se de uma cultura marcada profundamente por um relativismo que recusa toda afirmação de uma verdade absoluta e transcendente e, em consequência, arruina também os fundamentos da moral e se fecha à religião. Dessa forma, perde-se a paixão pela verdade, relegada a uma “paixão inútil”. Jesus Cristo, no entanto, apresenta-se como a Verdade, o Logos universal, a Razão que ilumina e explica tudo o que existe. O relativismo, ademais, vem acompanhado de um subjetivismo individualista, que põe no centro de tudo o próprio ego. Por fim, chega-se ao niilismo, segundo o qual não há nada nem ninguém pelo qual vale a pena investir a própria inteira vida e, portanto, a vida humana carece de um verdadeiro sentido. Todavia, é preciso reconhecer que a atual cultura dominante, pós-moderna, traz consigo um grande e verdadeiro progresso científico e tecnológico, que fascina o ser humano, principalmente os jovens. O uso deste progresso, infelizmente, não tem sempre como escopo principal o bem do homem e de todos os homens. Falta-lhe um humanismo integral, capaz de dar-lhe seu verdadeiro sentido e finalidade. Poderíamos referir-nos ainda a outros aspectos dessa cultura: consumismo, libertinagem, cultura do espetáculo e do corpo. Não se pode, porém, não frisar que tudo isso produz um laicismo, que não quer a religião, faz de tudo para enfraquecê-la ou, ao menos, relegá-la à vida particular das pessoas.

Essa cultura produz uma descristianização, por demais visível, na maioria dos países cristãos, especialmente no Ocidente. O número das vocações sacerdotais caiu. Diminuiu também o número dos presbíteros, seja pela falta de vocações seja pelo influxo do ambiente cultural em que vivem. Tais circunstâncias poderiam conduzir-nos à tentação de um pessimismo desencorajante, que condena o mundo atual, e induzir-nos à retirada para a defensiva, nas trincheiras da resistência.

Jesus Cristo, ao invés, afirma: “Eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo” (Jo 12,47). Não podemos nem desencorajar-nos nem ter medo da sociedade atual nem simplesmente condená-la. É preciso salvá-la! Cada cultura humana, também a atual, pode ser evangelizada. Em cada cultura há “sementes do Verbo”, como aberturas para o Evangelho. Certamente, também na nossa atual cultura. Sem dúvida, também os assim chamados “pós-cristãos” poderiam ser tocados e reabrir-se, caso fossem levados a um verdadeiro encontro pessoal e comunitário com a pessoa de Jesus Cristo vivo. Em tal encontro, cada pessoa humana de boa vontade pode, por Ele, ser alcançada. Ele ama a todos e bate à porta de todos, porque quer salvar a todos, sem exceção. Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida, para todos. É o único mediador entre Deus e os homens.

Caríssimos Presbíteros, nós, pastores, nos tempos de hoje, somos chamados com urgência à missão, seja “ad gentes”, seja nas regiões dos países cristãos, onde tantos batizados afastaram-se da partecipação em nossas comunidades ou, até mesmo, perderam a fé. Não podemos ter medo nem permanecer quietos em casa. O Senhor disse a seus discípulos: “Por que tendes medo, homens fracos na fé?” (Mt 8, 26). “Não se acende uma lâmpada e se coloca debaixo do alqueire, mas no candieiro, para que ilumine a todos os que estão na casa” (5,15). “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15). “Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt 28,20).

Não lançaremos a semente da Palavra de Deus apenas da janela de nossa casa paroquial, mas sairemos ao campo aberto da nossa sociedade, a começar pelos pobres, para chegar também a todas as camadas e instituições sociais. Iremos visitar as famílias, todas as pessoas, principalmente os batizados que se afastaram. Nosso povo quer sentir a proximidade da sua Igreja. Faremo-lo, indo à nossa sociedade com alegria e entusiasmo, certos da presença do Senhor conosco na missão e certos de que Ele baterá à porta dos corações aos quais O anunciarmos.

Cardeal Cláudio Hummes
Arcebispo Emérito de São Paulo
Prefeito da Congregação para o Clero

2 comentários:

  1. Antonio5:16 PM

    ROZANGELA, DEUS AS VEZES ESCREVE CERTO POR LINHAS TORTAS. EXPONHA A SUA LUTA, SEUS IDEAIS E A INJUSTIÇA QUE ESTA SOFRENDO, NAS MAIS ALTAS INSTANCIAS POSSIVEIS... JÁ É HORA DE SABERMOS SE AINDA TEMOS DIREITO A OPINIÃO. COMO NAÇÃO JÁ DISSEMOS NÃO A POLIGAMIA (SERA Q OS GAYS NAO VÃO QUERER EM BREVE TAMBEM QUEBRAR ESSA BARREIRA?), TAMBEM DISSEMOS NÃO AO INCESTO (SERA QUE DOIS IRMÃOS GAYS NAO IRÃO NUM FUTURO PROXIMO PLEITEAR ESSE DIREITO?), ENTÃO ACREDITO QUE TAMBEM AINDA SEJA TEMPO DE DIZER SIM A VERDADE... ABRAÇO, QUE DEUS TE ILUMINE

    ResponderExcluir
  2. AMADA ROZÂNGELA, NÃO IREMOS NOS CALAR, FALAREMOS SIM QUE EXISTE UM CAMINHO DE VOLTA A HETEROSSEXUALIDADE, POIS EU SEI O QUE É VIVER UMA VIDA NA HOMOSSEXUALIDADE, PORQUE EU VIVI MAIS DE 20 ANOS, SEI QUE É UMA PRISÃO, FUI HOMO, FUI TRAVESTI, TIVE TUDO QUE UM TRAVESTI SONHA, MUITO DINHEIRO, FAMA, BELEZA, PODER, MOREI 10 ANOS NA EUROPA, APARENTEMENTE FELIZ A VISTA DAS PESSOAS, MAS SÓ EU E DEUS SABIA O VAZIO QUE INVADIA A MINHA ALMA, AS FRUSTRAÇÕES, AMORES COMPRADOS, INFIDELIDADES... O MUNDO DO GLAMOUR NÃO PODE ME DAR AQUILO QUE MINHA ALMA MAIS ANSIAVA, A PAZ QUE EXCEDE TODO ENTENDIMENTO, UMA PAZ QUE SÓ ENCONTREI EM JESUS CRISTO. TIVE UM ACOMPANHAMENTO DE MAIS OU MENOS 3 ANOS COM UMA PSICÓLOGA QUE ME AJUDOU EM MEUS CONFLITOS E A ME ENCONTRAR COM A MINHA VERDADEIRA IDENTIDADE. HOJE SOU UM HOMEM FELIZ, SAUDÁVEL EM MINHA HETEROSSEXUALIDADE, COMPLETAMENTE APAIXONADO POR MINHA ESPOSA, CASADO A 11 ANOS, HOJE SIM POSSO DIZER O QUE É FELICIDADE, O QUE É FAMÍLIA, O QUE É AMAR UMA MULHER E SER AMADO. LOUVO A DEUS QUE COLOCOU EM MINHA VIDA UMA PASTORA QUE TRABALHOU COMIGO NA ÁREA ESPIRITUAL E UMA PSICÓLOGA QUE ME AJUDOU EM MEUS CONFLITOS DA ALMA.
    ROZANGELA VÁ EM FRENTE, CONTINUE NESTA SUA MISSÃO,POR QUE VALE A PENA E ESTAMOS COM VOCÊ, E EXISTE MILHARES E MILHARES DE PESSOAS NESTE BRASIL QUE ESTÁ COM VC NESTA LUTA. DEUS TE ABENÇOE, TE GUARDE E TE RENOVE A CADA AMANHECER.

    ResponderExcluir