Receba as postagens deste blog

23.8.09

MOTIVAÇÃO PARA MUDAR A ORIENTAÇÃO SEXUAL DA HOMO PARA A HETEROSSEXUAL, segundo Spitzer


Arquivos de Comportamento Sexual, Vol. 32, No. 5, Outubro de 2003, pp. 403–417 (ã 2003).
0004-0002/03/1000-0403/0 ã 2003 Plenum Publishing Corporation
Traduzido pela ABRACEH, com permissão do autor.

É possível que alguns homens e mulheres homossexuais mudem sua orientação? Duzentos participantes relatam mudança da orientação homossexual para a heterossexual
[1].
Robert L. Spitzer, M.D.
[2],[3],[4]

Para a maioria das organizações de saúde mental dos Estados Unidos não há evidências científicas de que a orientação homossexual possa ser mudada pela psicoterapia, freqüentemente citada como “terapia reparativa”. O presente estudo testou a hipótese de que alguns indivíduos com orientação predominantemente homossexual pudessem, com algum tipo de terapia reparativa, passar a predominantemente heterossexuais. Os 200 voluntários (143 homens e 57 mulheres) relataram ao menos uma discreta mudança da orientação homossexual para a heterossexual, mantida no mínimo por cinco anos. Utilizou-se uma entrevista telefônica estruturada que avaliou a atração, a fantasia e o desejo sexual pelo mesmo sexo, além da homossexualidade assumida. Em todos esses aspectos, o ano anterior à terapia foi comparado ao ano anterior à entrevista. A maioria dos participantes relatou mudança da orientação predominante ou exclusivamente homossexual antes da terapia, para a orientação predominante ou exclusivamente heterossexual no ano anterior à entrevista. Relatos de completa mudança foram incomuns. As mulheres entrevistadas relataram mais mudanças que os homens. Alguns homens e mulheres homossexuais submetidos à terapia reparativa de fato mudam sua orientação predominantemente homossexual para a orientação predominantemente heterossexual, como também alguns elaboram narrativas de mudança auto-enganosas (ou até mentiras), ou as duas coisas. Por muitas razões, concluiu-se que os relatos dos participantes foram, em geral, fidedignos e que poucos elaboraram narrativas enganosas ou mentiram. Assim, há evidência de que a mudança da orientação sexual seguindo algum tipo de terapia reparativa ocorra em alguns homens e mulheres homossexuais.
Palavras-chaves: homossexualidade; orientação sexual; terapia de conversão; reorientação sexual; terapia reparativa.
...

Eis um trecho da pesquisa do Dr. Sptizer sobre a motivação das pessoas para buscar saída da condição homossexual:


Motivação para Mudar


Muitos participantes apontaram mais de um motivo para mudar, entre os 11 apresentados. Os mais comuns foram que a vida homossexual não era emocionalmente satisfatória (homens, 85%; mulheres, 70%; X2(1)=4.5, p<.05); o conflito entre sentimentos e comportamentos homossexuais e seus princípios religiosos (79%) e o desejo de casar ou permanecer casado (homens, 67%; mulheres, 35%; X2(1)=15.8, p<.001).
.....


[1] Um relatório preliminar dos resultados deste estudo foi apresentado na reunião anual da Associação Americana de Psiquiatria, no dia 09 de março de 2001, em Nova Orleans, Louisiana (E.U.A.).
[2] Departamento de Pesquisas Biométricas, Instituto de Psiquiatria do Estado de Nova York.
[3] Departamento de Psiquiatria, Universidade de Columbia, Nova York, Nova York.
[4] A quem as correspondências devam ser endereçadas no Biometrics Research Department, New York State Psychiatric Institute, Unit 60, 1051 Riverside Drive, New York, New York 10032; e-mail: rls8@columbia.edu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário