Receba as postagens deste blog

25.10.10

IGREJA SE CURVA DIANTE DA PRESSÃO DO PT

IGREJA SE CURVA DIANTE DA PRESSÃO DO PT

===========================================

Foi postado no You Tube o vídeo

A IGREJA AMORDAÇADA PELO PT

http://www.youtube.com/watch?v=PkzoKCkgMCo

que explica os acontecimentos mais recentes da violenta repressão que o Partido dos Trabalhadores está exercendo sobre a Igreja para que ela não divulgue o que quer que seja que contrarie o programa do Partido.

Pastores, padres e bispos estão se curvando em silêncio, sem um sinal de protesto.

DIVULGUE COM URGÊNCIA O MAIS
AMPLAMENTE POSSÍVEL ESTE VÍDEO.

===========================================

LEIA A SEGUIR:

1. MÉDICO É PRESO EM SÃO PAULO POR
DIVULGAR APELO DOS BISPOS.

2. REGIONAL SUL 1 DA CNBB SE CURVA
DIANTE DAS PRESSÕES DO PT.

3. GOVERNO FEDERAL CONTRATA ASSESSORIA
ESPECIALIZADA PARA LEGALIZAR ABORTO NO
BRASIL

4. O ESTADO DE SÃO PAULO: HOMEM É
AUTUADO POR DISTRIBUIR MATERIAL
ANTI-DILMA

5. REINALDO DE AZEVEDO: ABUSO DE
AUTORIDADE E CONSTRANGIMENTO ILEGAL.
INDIVÍDUO É PRESO POR DISTRIBUIR
MENSAGEM CONTRA O ABORTO

===========================================

1. MÉDICO É PRESO EM SÃO PAULO POR
DIVULGAR APELO DOS BISPOS.

===========================================

Nesta terça feira dia 19 de outubro de 2010 o diretor do Hospital São Paulo de Campos do Jordão, cidade do interior paulista, foi preso e levado à delegacia de polícia local. O homem tinha sido visto distribuindo no mercado local os folhetos publicados a pedido dos bispos do Regional Sul 1 da CNBB, que, segundo a nota por eles emitida, "recomendaram a sua ampla difusão".

O Dr. Celmo Felski foi acusado de distribuir os folhetos por testemunhas oculares ao deputado estadual Carlos Almeida do PT e ao presidente da Câmara Municipal de Campos do Jordão. Em seguida os políticos denunciaram o médico às autoridades da Justiça. A polícia fêz uma batida na casa do acusado, encontrando o doutor em sua residência, de posse de 150 folhetos contendo o Apelo dos Bispos. Os folhetos foram apreendidos pelas autoridades e o médico foi levado para a Delegacia, onde foi enquadrado na lei 4737/65 por crime de difamação e propaganda irregular.

Os folhetos continham o Apelo a Todos os Brasileiros e Brasileiros, um documento dos bispos do egional Sul 1 da CNBB que representa as 41 dioceses do Estado de São Paulo.

O Apelo que apresenta a lista das ações promovidas durante os oito anos de governo do Partido dos Trabalhadores com a finalidade de despenalizar o aborto no Brasil.

A mesma lista havia sido publicada em destaque, por um renomado jornalista, na segunda página do Estado de São Paulo no dia anterior, em uma matéria intitulada "DILMA E O ABORTO".

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101018/not_imp626220,0.php

===========================================

2. REGIONAL SUL 1 DA CNBB SE CURVA
DIANTE DAS PRESSÕES DO PT.

===========================================

Sábado passado, dia 16 de outubro de 2010, os bispos do Regional Sul 1 da CNBB, amendrontados pela pressão exercida pelo Partido dos Trabalhadores sobre a Igreja e sobre as instituições que discordam de seu programa de governo, recuaram e desmentiram o documento que haviam redigido.

O Apelo foi retirado do ar no site oficial do Regional da CNBB.
Na página onde antes os bispos diziam

"RECOMENDAMOS QUE NAS PRÓXIMAS
ELEIÇÕES DÊEM SEU VOTO SOMENTE A
CANDIDATOS E PARTIDOS CONTRÁRIOS À
DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO"

http://www.pesquisasedocumentos.com.br/cnbbsul1.pdf

os prelados passaram a dizer:

"OS BISPOS ESCLARECEM QUE NÃO INDICAM
CANDIDATOS OU PARTIDOS E RESPEITAM A
DECISÃO LIVRE E AUTÔNOMA DE CADA
ELEITOR".

http://www.cnbbsul1.org.br/index.php?link=news/read.php&id=5809

Onde antes os bispos diziam:

"OS BISPOS RECOMENDAM A AMPLA DIFUSÃO
DO APELO A TODOS OS BRASILEIROS E
BRASILEIRAS",

http://www.pesquisasedocumentos.com.br/cnbbsul1.pdf

os mesmos passaram a dizer:

"OS BISPOS DESAPROVAM A
INSTRUMENTALIZAÇÃO DE SUAS
DECLARAÇÕES E NOTAS E ENFATIZA QUE NÃO
PATROCINA A IMPRESSÃO E A DIFUSÃO DE
FOLHETOS A FAVOR OU CONTRA
CANDIDATOS".

http://www.cnbbsul1.org.br/index.php?link=news/read.php&id=5809

E depois, diante da apreensão dos folhetos que haviam sido impressos em uma gráfica, seguindo as recomendações dadas pelos bispos de São Paulo de uma ampla difusão, e da autuação de fiéis como o Dr. Celmo Felsky, os bispos do Regional Sul 1 mantiveram o mais completo silêncio.

"Quando a própria Conferência Episcopal é obrigada, pela pressão exercida pelo Partido dos Trabalhadores, à vergonha de ter que desdizer-se publicamente e voltar atrás, quando um documento que ela mesma havia pedido que tivesse a mais ampla divulgação, um documento que apresenta fatos públicos, fartamente documentados e facilmente verificáveis por qualquer pessoa, é humilhantemente apreendido, acusado de apócrifo e difamatório diante das câmaras de televisão de todo o Brasil, sem que a própria Conferência tenha ânimo de manifestar qualquer sinal de protesto, algo está muito mal".

[A IGREJA AMORDAÇADA PELO PT:
http://www.youtube.com/watch?v=PkzoKCkgMCo]

Os milhares de leigos que, confiando na palavra de seus pastores, haviam se cotizado com sacrifício para defender a vida e atender o pedido dos bispos, passaram a entender a mensagem de que, daqui para a frente, deverão passar a temer, antes de veicularem qualquer crítica, por mais autêntica e fundamentada que seja, as poderosas garras do Partido dos Trabalhadores, em quem votarão no próximo dia
31 de outubro.

A PRISÃO E O ENQUADRAMENTO DO DR. CELMO FELSKI E O AMEDRONTAMENTO DOS BISPOS DE SÃO PAULO É UM EXEMPLO DO TERRORRISMO ORGANIZADO QUE O PARTIDO DOS TRABALHADORES É CAPAZ DE FAZER CONTRA QUEM QUER QUE SE CONTRAPONHA A SEU PROGRAMA DE GOVERNO, PRINCIPALMENTE QUANDO ISTO É FEITO ATRAVÉS DA DIVULGAÇÃO DE VERDADES IRREFUTÁVEIS CONHECIDAS, COMPROVADAS E DOCUMENTADAS.

A Igreja cedeu ante as pressões do Partido. Entretanto, a nova nota do Regional da CNBB não negou que o APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS seja um documento autêntico, nem proibiu que continuasse a ser distribuído. Veja sobre este assunto os comentários divulgados no dia seguinte à publicação da nota por Dom Benedito Beni dos Santos, bispo de Lorena e um dos signatários do Apelo:

http://www.youtube.com/watch?v=c-FFx5167Z0

===========================================

3. GOVERNO FEDERAL CONTRATA ASSESSORIA
ESPECIALIZADA PARA LEGALIZAR ABORTO NO
BRASIL

===========================================

Em contraposição ao silêncio dos bispos, a candidata à presidência por parte do PT não cessa de falar. Ela explica continuamente à imprensa e às emissoras de televisão que está sendo vítima de uma campanha de difamação movida pela Igreja, que espalha os boatos de que seu governo seria a favor do aborto.

Para desmentir estes supostos boatos, a candidata assinou, nos últimos dias do primeiro turno das eleições, uma carta onde ela afirma ser pessoalmente contrária ao aborto e que nada fará para legalizar a prática no Brasil.

Na segunda feira dia 4 de outubro de 2010, o primeiro dia do segundo turno das eleições, porém, em um momento em que, até poucas horas antes, acreditava-se que a candidata do PT estaria eleita, o governo esqueceu-se de avisar o Diário Oficial da União para que adiasse por mais um mês, até o dia 1 de novembro, após o segundo turno, a publicação do contrato de uma parceria entre o Governo Federal e a Fundação Osvaldo Cruz, para continuar as atividades do GRUPO DE ESTUDO E PESQUISA PARA DESPENALIZAR O ABORTO NO BRASIL.

Confira a parceria no no texto do Diário Oficial no alto da coluna da esquerda:

http://www.in.gov.br/imprensa/visualiza/index.jsp?jornal=3&pagina=88&data=04/10/2010

O Grupo de Estudo e Pesquisa para Despenalizar o Aborto no Brasil, criado pelo governo Lula, é coordenado pelo Dr. Thomas Gollop, um histórico promotor do aborto no país. Segundo afirma o Dr. Gollop em entrevista dada ao jornal O Estado de São Paulo,

"A IDEIA DO GRUPO É IR MAIS LONGE E NÃO FAZER MAIS DO ABORTO UM CRIME. O OBJETIVO MAIOR NO FUTURO É A [COMPLETA] DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO".

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,governo-prorroga-estudo-para-mudar-lei-do-aborto,625412,0.htm

Esta notícia, e entre dezenas de outras, é apenas uma pequena amostra do quanto a candidata à presidência da República merece credibilidade quando afirma estar sendo vítima de uma campanha difamatória, quando declara ser a favor da vida e promete que nada fará que venha a promover a legalização do aborto no Brasil.

===========================================

4. O ESTADO DE SÃO PAULO: HOMEM É
AUTUADO POR DISTRIBUIR MATERIAL
ANTI-DILMA

===========================================

http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/homem+e+autuado+em+sao+paulo+por+distribuir+material+antidilma/n1237807094973.html

O acusado foi identificado como Celmo Felski e tinha 150 panfletos semelhantes ao encontrado na Gráfica Pana, com o logo da CNBB iG São Paulo

19/10/2010

Um homem identificado como Celmo Felski foi autuado nesta terça-feira em Campos do Jordão (Vale do Paraíba - SP), por distribuir panfletos com mensagens de acusação contra a candidata do PT, Dilma Rousseff, e o partido dela.

Com assinatura da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o material prega o voto contra a candidata do PT por suposto apoio à legalização do aborto.

No último domingo, a CNBB divulgou uma nota desautorizando qualquer material político com o nome da entidade e explicando que as mensagens descobertas na gráfica não correspondiam a opinião da entidade.

De acordo com a polícia, Celmo Felski foi denunciado pelo deputado estadual Carlinhos Almeida (PT) e pelo presidente da Câmara Municipal de Campos do Jordão, Sebastião Aparecido César (DEM).

O acusado foi visto distribuindo o material contra Dilma no centro comercial de Campos e foi denunciado também por eleitores que receberam os panfletos da mão de Felski.

A polícia de Campos diz que o acusado foi identificado em sua casa e enquadrado na lei 4737/65 do código eleitoral por difamação e propaganda eleitoral irregular.

Celmo Felski é diretor do Hospital São Paulo, de Campos do Jordão. Ele foi ouvido pela polícia e liberado. Os panfletos
foram apreendidos pelo delegado de plantão.

===========================================

5. REINALDO DE AZEVEDO: ABUSO DE
AUTORIDADE E CONSTRANGIMENTO ILEGAL.
INDIVÍDUO É PRESO POR DISTRIBUIR
MENSAGEM CONTRA O ABORTO

===========================================

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/abuso-de-autoridade-e-constrangimento-ilegal-individuo-e-preso-por-distribuir-mensagem-contra-o-aborto/

Em breve, manter em casa literatura antiaborto ou distribuí-la na esquina será considerado um caso de subversão.

Ontem, Celso Felski foi autuado em Campos do Jordão, em São Paulo, por distribuir o "Apelo a Todos os Brasileiros", um manifesto contra o aborto redigido pela Comissão em Defesa da Vida da Regional Sul I, da CNBB. Então voltamos à ditadura.

Felski foi denunciado pelo deputado estadual Carlinhos Almeida
(PT) e pelo presidente da Câmara Municipal da cidade, Sebastião Aparecido César, do DEM. Olhem o DEM aí!!!
Atenção! Nem mesmo houve "flagrante". O rapaz foi identificado em sua casa e enquadrado na lei 4737/65 do Código Eleitoral por difamação e propaganda eleitoral irregular.

Por onde começo? Abuso de autoridade? Constrangimento ilegal?
Violação do caput e de uma penca de incisos do Artigo 5º da Constituição? Isso é uma barbaridade! É no que dá! Uma decisão absurda, EM CARÁTER LIMINAR, de um ministro do TSE acaba gerando essas ações de teratologia legal, que começam a ser noticiadas como coisa corriqueira. O PT recorreu ao TSE contra a impressão e distribuição de panfletos, mas, que eu saiba, eles não foram postos na clandestinidade. Não há no texto, QUE NADA TEM DE APÓCRIFO, uma só mentira sobre as ações do governo e as opiniões de Dilma sobre o aborto. Então professores conhecidos podem mentir num manifesto, e o Ministério da Educação pode mentir sobre a opinião do candidato da oposição (ver posts acima)? Já um cidadão comum está impedido de distribuir um impresso que só traz a verdade. Se o texto é aquele "apelo", quero saber onde está a "difamação". O PT, com a ajuda da Justiça e de setores da imprensa, espalha o terror eleitoral.

Por Reinaldo Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário